“A presença do eu” vence Mês da Fotografia

17
visualizações

O primeiro prémio foi para Portimão e foi-lhe atribuída a verba de 750 euros. O prémio Revelação ficou no Barreiro e recebeu 250 euros

 

- Pub -

Tânia Filipa dos Santos Soares, de Portimão, foi a vencedora da 5.ª edição do Mês da Fotografia do Barreiro, o prémio atribuído por unanimidade distinguiu o projecto “A presença do eu”.

Quanto ao Prémio Jovem Revelação foi atribuído pela segunda vez consecutiva a Rostam Farivar (Sébastien Jallaud), um jovem de 25 anos, residente no Barreiro, que apresentou a concurso uma série de cinco retractos.

Segundo dá a saber nota de imprensa da Câmara do Barreiro, além dos premiados e distinguidos com menções honrosas, o júri seleccionou mais três autores para exposição, com entrada livre, que vai inaugura na próxima sexta-feira, pelas 18h00, no Auditório Municipal Augusto Cabrita: São eles Carla Freitas (Alverca), Bernardo Alves (Entroncamento) e Fábio Miguel Roque (Barreiro). A mostra estará patente ao público até 30 de Dezembro.

O Júri decidiu atribuir, também menções honrosas a Francisco Varela (Porto), com o projecto “LUX”; Gartempe (Alexandre Marinho, de Amarante), com o projecto “Véu de Maya” e Miguel Furtado Martins (Lisboa), com o projecto “(Des)conectado”.

À semelhança dos anos anteriores, a selecção foi realizada anonimamente, procurando respeitar critérios de avaliação como a inovação, criatividade e características estéticas do trabalho; – Coerência e qualidade e originalidade global do tema abordado.

O primeiro prémio entregue a Tânia Soares foi o reconhecimento monetário de 750 euros, enquanto Sébastien Jallaud como Jovem Revelação recebeu 250 euros.

Comentários

- Pub -