Sete espectáculos em sete palcos

22
visualizações

O Festival de Teatro do Seixal abre com o texto de Mário Botequilha e termina com “o Ano da Morte de Ricardo Reis” de José Saramago

 

- Pub -

A 35.ª edição do Festival de Teatro do Seixal começa hoje e, até 7 de Dezembro, vai ter sete espectáculos em cena no Auditório Municipal do Fórum Cultural do Seixal e Cinema S. Vicente, para além de outros espaços. Os jovens até 25 anos, reformados e trabalhadores das autarquias do Seixal têm 50% de desconto.

A festa do teatro no concelho da baía abre com “Feira Dell’Arte”, uma produção do Teatro Meridional, com texto de Mário Botequilha, encenação de Miguel Seabra e interpretações de Emanuel Aranda e Rosinda Costa.

O Cinema S. Vicente acolhe “A Importância de Se Chamar Ernesto”, uma obra de Oscar Wilde, numa produção Pano Cru – Grupo de Teatro da Associação de Amigos do Pinhal do General.

O festival encerra com uma nova actuação no Auditório Municipal e a subida ao palco de “1936, o Ano da Morte de Ricardo Reis”, com dramatização de Helder Costa e produção A Barraca, a partir da obra de José Saramago. A peça encena o encontro entre o defunto Fernando Pessoa e o único heterónimo que lhe sobreviveu, numa época em que os fascismos estão em ascensão na Europa.

Os espectáculos vão ainda passar pelas salas da Sociedade Filarmónica União Arrentelense, Espaço Animateatro, Clube Recreativo da Cruz de Pau e na Associação de Amigos do Pinhal do General.

 

 

Programa

 

16 de Novembro, 21.30 horas

Feira Dell’Arte – Abertura

Ingresso: 10 euros *

Texto: Mário Botequilha

Produção: Teatro Meridional

Auditório Municipal do Fórum Cultural do Seixal

 

17 de Novembro, 21.30 horas

O Fascismo (Aqui) Nunca Existiu

Entrada livre

Texto: José Leitão

Produção: Art’Imagem

Sociedade Filarmónica União Arrentelense

 

23 de Novembro, 21.30 horas

A Bota Velha

Entrada livre

Texto: Rodolfo Bispo

Produção Animateatro

Espaço Animateatro

 

24 de Novembro, 21.30 horas

Dois Reis e Um Sono

Entrada livre

Texto: Natália Correia/Manuel de Lima

Produção: Teatro Extremo

Clube Recreativo da Cruz de Pau

 

30 de Novembro, sexta-feira, 21.30 horas

A Importância de Se Chamar Ernesto

M/ 12 anos . Ingresso: 5 euros*

Texto: Oscar Wilde

Produção: Pano Cru – Grupo de Teatro da Associação de Amigos do Pinhal do General

Cinema S. Vicente

 

1 de Dezembro, 21.30 horas

Do Princípio ao Fim

Entrada livre

Texto: Eduardo De Filippo

Produção: Teatro das Beiras

Associação de Amigos do Pinhal do General

 

7 de Dezembro, 21.30 horas

1936, o Ano da Morte de Ricardo Reis – Encerramento

Ingresso: 10 euros *

A partir de: José Saramago

Produção: A Barraca

Auditório Municipal do Fórum Cultural do Seixal

Comentários

- Pub -