VITÓRIA FC: Lito Vidigal procura vitória número 50 na I Liga

21
visualizações

Caso ganhe ao Feirense na sexta-feira, treinador chega à meia centena de triunfos

 

- Pub -

Lito Vidigal, treinador do Vitória FC, pode na sexta-feira (21h15), em caso de triunfo sobre o Feirense, atingir a sua 50.ª vitória em jogos no principal escalão do futebol português. Conseguir conciliar o feito de alcançar o número redondo com o regresso aos triunfos da equipa, após a derrota (2-1) de domingo no reduto do Sp. Braga, é o objectivo do timoneiro dos sadinos que se estreou como treinador na I Liga no Estrela da Amadora, em 2008/09.

Daí para cá, o treinador, de 49 anos, teve passagens pelo União de Leiria (2009/10), Belenenses (2013/14 e 2014/15), Arouca (2015/16 e 2016/17) e Desportivo das Aves (2017/18). Já a contar com as partidas em que na presente época orientou os sadinos na competição (9 jogos, 3 triunfos, dois empates e quatro derrotas), Lito Vidigal soma em 137 encontros na I Liga 49 vitórias, 38 empates e 49 derrotas.

Desde que foi assumiu o comando do Vitória, Lito Vidigal tem tido um discurso imutável na hora de abordar os duelos que a sua equipa tem pela frente. Independentemente dos desfechos nos jogos anteriores, dos adversários ou do local onde as partidas se vão realizar, o treinador garante que a sua equipa é sempre preparada para vencer o adversário que se segue.

O próximo oponente é o Feirense, 14.º classificado do campeonato com nove pontos (menos dois que o Vitória que está na 10.ª posição). Após um arranque promissor, em que somaram dois êxitos consecutivos nas primeiras duas jornadas, os fogaceiros estão há sete partidas sem vencer na Liga (três empates e quatro derrotas). A actuar no Bonfim, o Vitória vai tentar tirar partido do factor casa para prolongar o mau momento do Feirense.
O confronto não se avizinha fácil até porque, em retrospectiva, o conjunto setubalense não tem boas recordações dos últimos confrontos com o emblema de Santa Maria da Feira. Nas últimas três vezes em que Vitória e Feirense mediram forças no Bonfim os sadinos não conseguiram melhor do que empatar (1-1 em 2011/12), tendo averbado dois desaires (1-2 em 2016/17 e 0-2 em 2017/18).

Para encontrar o último êxito dos sadinos é preciso recuar a 9 de Maio de 2004, dia em que um golo de Jorginho valeu o triunfo por 1-0 em partida da 34.ª jornada da II Liga. No escalão principal, até porque o Feirense tem apenas seis presenças entre a elite do futebol nacional, a viagem no tempo tem de ser ainda maior para encontrarmos o último triunfo verde e branco. Em 1989/90, o Vitória ganhou ao oponente de sexta-feira por 2-0, com bis de Mladenov.

Quem se tem saído melhor nos confrontos recentes com o Feirense é o treinador Lito Vidigal, que venceu os dois últimos. Na temporada transacta, ao serviço do Aves, ganhou 0-1 e, em 2016/17, como timoneiro do Arouca, também foi ao Estádio Marcolino de Castro vencer, por 0-2. Antes, como treinador do Portimonense, empatou 1-1 na II Liga em 2008/09, e na Taça da Liga de 2009/10 (1-1 em Portimão e 0-0 na Feira, com triunfo, 5-6, nas grandes penalidades).

 

Treinos em Palmela e Tróia

 

Depois de terem ontem de tarde treinado no campo municipal de Palmela, os sadinos repetem hoje o programa. Amanhã de tarde, o plantel faz a travessia do Rio Sado para treinar em Tróia, onde vai ficar a estagiar até ao jogo com o Feirense. As alterações dos locais de treino prendem-se com o facto de o relvado do Estádio do Bonfim estar ser poupado e tratado de modo a recuperá-lo para a partida de sexta-feira.
O defesa André Sousa, o médio André Pedrosa e o avançado Berto, todos lesionados, são, para já, as únicas baixas para o confronto que abre a 10.ª jornada da I Liga.

Comentários

- Pub -