Feira de Sant’Iago ganha força com aposta do município

50
visualizações

Os terrenos contíguos ao Parque Sant’Iago vão ser adquiridos pela autarquia, que anuncia um novo conceito e mais investimento. “Nova feira será evento diferenciador” garante Dores Meira

 

- Pub -

Em sessão de Câmara, Dores Meira anunciou que a Feira de Sant’Iago “vai ganhar terreno”. A presidente da autarquia revelou que a aquisição dos terrenos contíguos ao Parque Sant’Iago, nas Manteigadas, está a ser negociado, “para aumentar a dimensão da feira e criar novas infraestruturas”. Uma aposta que, no parecer de Dores Meira, “permitirá inovar o conceito do certame”. O reforço da feira passa também por mais investimento.

Perante este plano, o vereador do PSD, Nuno Carvalho, mantém a sua posição de defesa face à alocação da Feira de Sant’Iago, que “preferia ver em uma zona mais central da cidade”. Nuno Carvalho volta contestar o facto de, a Câmara Municipal manter a sua aposta em realizar a feira nas Manteigadas. “Considero que este parque é um local desajustado e que o certame deve ter um conceito mais inovador, como se espera de eventos deste porte. Portanto, um evento que deveria estar mais próximo do centro da cidade”.

A presidente da autarquia garantiu que “a nova feira que estamos a planear será um evento diferenciado, com um conceito melhorado”. E lançou um convite ao vereador do PSD, “quando o plano estiver pronto, o vereador Nuno Carvalho será o primeiro membro da Assembleia que vou chamar para avaliar se afinal o Parque Sant’Iago é, ou não, o melhor lugar para manter a nossa feira”.

 

Aposta no turismo cultural em 2019

A par da aposta na Feira de Sant’Iago como factor de promoção da região e das suas potencialidades turísticas, a autarquia pretende apostar no turismo em 2019 através de novos projectos culturais. Destaque para o “AWF – Arrábida World Music Fest”, o “Setúbal Summer Fridays” e “Setúbal Christmas Fest”.

Eventos que a presidente da autarquia considera com “força para dinamizar a cidade e aumentar o número de visitantes, através de multiculturalidade associada às artes”.

Ana Martins Ventura

Comentários

- Pub -