Família procura Rodrigo Veneno desaparecido há quatro dias

0
494
visualizações

Polícia Judiciária confirma o registo do desaparecimento, mas afasta possibilidade de estar associado a qualquer tipo de crime. Contudo, até ao momento, não dispõe de informações mais detalhadas

 

- Pub -

Rodrigo Veneno, de 33 anos, está desaparecido desde dia 25. Pelas 13h30 saiu de carro, sem levar o telemóvel e até ao momento não deu qualquer notícia.

Joana Eustáquio, familiar de Rodrigo, tem realizado vários apelos nas redes sociais para quem reconhecer Rodrigo “entrar em contacto com a família ou com a polícia”.

Em declarações a O SETUBALNSE-DIÁRIO DA REGIÃO, a Polícia Judiciária de Setúbal informa que o desaparecimento foi “reportado às autoridades pela namorada, com quem Rodrigo Veneno vive maritalmente”.

Sobre o caso a PJ indica que até ao momento não existem mais informações. “Por se tratar de um homem adulto em pleno uso das suas faculdades mentais nada nos leva a crer que este desaparecimento esteja associado a um crime”. Um caso que, segundo as autoridades, “pode estar associado a um desaparecimento voluntário”.

Família mantém onda de apelos

Ontem Marta Veneno, irmã de Rodrigo, deixou mais um apelo nas redes sociais. “Continuamos sem novidades que nos possam dar algum indício”. No decorrer do dia, um particular informou a família que havia visto Rodrigo Veneno na zona da Comporta e as autoridades foram informadas.

Em resposta a este presumível avistamento a PJ declara, “João Veneno pode ter sido avistado em qualquer ponto do país, tratando-se de um adulto que saiu de carro, ao que tudo indica, por sua própria decisão. Não sendo possível, no momento, confirmar mais detalhes sobre o seu possível avistamento na Comporta”.

O carro do desaparecido é um Seat Ibiza cinzento de matrícula 22-CJ-94 e tem sido um dos pontos de rastreio referido pelos familiares, durante a procura pelo paradeiro de João Veneno.

Ana Martins Ventura

 

Comentários

- Pub -