Professora da Secundária Jorge Peixinho está desaparecida desde sábado

0
2478
visualizações

Amélia Fialho, 59 anos, saiu de casa após o jantar e tem estado incontactável. Preocupada, a filha lança apelo, pois a família não encontra explicações para o desaparecimento

- Pub -

Saiu de casa depois de jantar e, desde então, nunca mais foi avistada. Amélia Fialho, professora na Escola Secundária Jorge Peixinho, em Montijo, cidade onde reside, tem 59 anos, 1m52 de altura, cabelo preto com madeixas loiras, e está desaparecida desde o passado sábado.

“A última vez que a vimos foi no dia 1 de Setembro em casa, entre as 21h00 e as 22h00, à hora do jantar, antes de sair. Nós também estávamos a preparar-nos para sair quando demos conta de que a porta da rua tinha batido e que ela já havia saído”, revelou a filha, Diana Fialho, a O SETUBALENSE-DIÁRIO DA REGIÃO. Daí para cá, a angústia e a preocupação por falta de notícias da mãe levou Diana Fialho a lançar um apelo na rede social Facebook, depois de ter comunicado o desaparecimento à Polícia de Segurança Pública (PSP).

“Infelizmente venho informar-vos que a minha mãe desapareceu. Foi vista pela última vez no dia 01/09 pelas 21h00/22h00 na hora de jantar. Avisou que iria sair e desde então que não temos notícias dela. O telemóvel encontra-se desligado e não há meio possível de contacto. Agradecemos que quem tenha notícias nos informe imediatamente a nós ou à polícia, pois já foi feito um relatório de desaparecimento formal na PSP”, apelou Diana Fialho no Facebook.

A mensagem gerou uma onda de preocupação na comunidade educativa, com professores e alunos, além de amigos, a multiplicarem partilhas da mensagem de apelo da filha e a trocarem vários comentários de apoio na rede social.

De acordo com Diana Fialho, a mãe não sofreria de quaisquer problemas de saúde. “Não andava doente, ela estava bem, pelo menos aparentava à nossa frente. Ela nunca foi de falar dos problemas dela connosco”, admitiu, em resposta a um dos comentários trocados na rede social.

A preocupação instalou-se na família pelo facto de Amélia Fialho não se ter apresentado para almoçar em casa no domingo passado e por ter o telemóvel desligado, estando desde então incontactável.

- Pub -

Queremos a sua opinião!