Feira de Agosto anima concelho entusiasmado com investimento

63
visualizações

Novas fábricas e vários empreendimentos turísticos e imobiliários dão confiança no futuro e município compra quinta para aumentar a feira

- Pub -

A Feira de Agosto 2018, em Grândola, encerra hoje, com o concerto dos Amor Electro, em ambiente de animação e numa altura em que o concelho vive um período de grande optimismo económico decorrente de vários projectos de investimento privado em curso.

A “conjuntura crucial”, como o presidente da Câmara lhe chamou, com a instalação de duas grandes unidades industriais, entre as quais a nova fábrica de 32 milhões de euros da Lauak e vários projectos de investimento turístico e imobiliário, deu confiança à autarquia para comprar a Quinta Velha, ao lado do recinto da feira.

Figueira Mendes revelou que as negociações para a compra da quinta estão a decorrer e que o objectivo é “responder ao crescimento” da Feira de Agosto.

Na abertura do certame, que encheu completamente o novo espaço de exposições, todos os convidados destacaram o bom momento da economia de Grândola.

A secretária de Estado da Industria, Ana Teresa Lehmann, afirmou que o concelho “tem mostrado um significativo dinamismo no sector da indústria”, que a autarquia “se tem empenhado para que outras empresas sigam o exemplo da Lauak” e que Grândola, que ganhou nos últimos anos dois mil novos empregos, “ombreia com o melhor que há no mundo”.

O presidente da Entidade de Turismo do Alentejo e Ribatejo (ERTAR), António Ceia da Silva, referiu os números do desempenho do sector turístico no primeiro semestre deste ano, em que o Alentejo cresceu 6,6% e aumentou os proveitos em 20%, para sublinhar que o destino alentejano é, no conjunto do país, o que tem resistido melhor à concorrência decorrente da recuperação de destinos estrangeiros.

“Temos não só mais turistas mas também melhores turistas”, afirmou Ceia da Silva, acrescentando que “muitos turistas já vêm passar sete dias ao Alentejo” e que a região aposta na diversificação de produtos e na inovação para “ultrapassar a fronteira da sazonalidade”.

O presidente da Entidade de Turismo concluiu que o esforço e os resultados de desenvolvimento do turismo na região “estão a ser, em Grândola, alicerçados para o futuro”.

Comentários

- Pub -