DIÁRIO DA REGIÃO e O SETUBALENSE juntam-se para reforçar liderança no distrito

0
316
visualizações

As duas maiores empresas editoras de jornais do distrito unem-se para publicar um jornal melhor, com mais notícias, maior audiência e melhor qualidade. Nas bancas a partir do dia 27 de Agosto

- Pub -

O DIÁRIO DA REGIÃO e O SETUBALENSE vão juntar-se para reforçar a sua posição de liderança na imprensa regional no distrito de Setúbal, com melhores conteúdos, mais tiragem e maior circulação.

A empresa editora do DIÁRIO DA REGIÃO, a Losango Mágico, Lda, e a empresa editora de O SETUBALENSE, Setupress, Lda, chegaram a acordo, na semana passada, para criarem uma nova sociedade, que vai ser a empresa editora, comum, dos títulos.

Após as férias de Verão, no dia 27 de Agosto, o jornal começa a ser publicado com o título O SETUBALENSE – DIÁRIO DA REGIÃO, e passa a ter uma redacção com mais jornalistas e melhores condições para reforçar a cobertura não apenas do concelho de Setúbal, mas de todo o distrito.

Com esta união, as empresas pretendem reforçar a actividade e a implantação do jornal, tanto na proximidade local como na notoriedade e relevância regional, com investimento no reforço da ligação aos concelhos onde a audiência é mais fraca.

O SETUBALENSE – DIÁRIO DA REGIÃO vai incluir edições específicas para Almada e Seixal, à imagem do que o jornal tem actualmente para os concelhos de Setúbal, Palmela, Barreiro, Moita, Montijo e Alcochete.

A edição dirigida ao Seixal resulta da integração de O SEIXALENSE, título da Setupress, Lda que entra também nesta união. Assim, à terça-feira, como acontece agora com O SEIXALENSE, o jornal regional SETUBALENSE – DIÁRIO DA REGIÃO tem conteúdos específicos e distribuição reforçada no concelho do Seixal.

Em Almada, a edição local vai ser às quintas-feiras. O concelho, onde o DIÁRIO DA REGIÃO tem hoje apenas venda em banca, passa a ter distribuição gratuita de jornal e mais espaço nas páginas de notícias e reportagens.

A união das duas maiores empresas editoras de jornais numa região, é inédita no país, faz história no distrito de Setúbal, e, segundo os responsáveis, visa reforçar a sustentabilidade económica da actividade editorial e obter ganhos de custos e estrutura.

A estrutura da nova sociedade, tanto redatorial, como comercial e administrativa, é a das duas empresas, pelo que as condições operacionais do novo título serão maiores e extraordinariamente superiores a qualquer outro órgão de comunicação social da região.

O SETUBALENSE – DIÁRIO DA REGIÃO continuará a ter gráfica própria, beneficiando do facto de as empresas terem duas gráficas no seu universo – as únicas rotativas do distrito – e também neste capitulo haverá melhoria no produto final, com uma aposta na qualidade final de impressão.

DIÁRIO DA REGIÃO ganha força em Setúbal com 163 anos de história

Com esta união com O SETUBALENSE, o DIÁRIO DA REGIÃO vai reforçar a sua ligação ao concelho de Setúbal, onde o jornal da cidade conta já 163 anos de existência. A história de O SETUBALENSE atravessa três séculos e está ligada à História de Setúbal de forma única. Para contar a história da cidade nos últimos 200 anos, o jornal é a fonte mais relevante, como se constata pelos livros e estudos sobre este período que tem sido editados aos longos dos anos.

Esta ligação umbilical, é um património importante que o DIÁRIO DA REGIÃO quer não apenas aproveitar, na estratégia de implantação local, mas valorizar e honrar.

Jornal de segunda a sexta-feira com força em todo o distrito

Com esta união com o DIÁRIO DA REGIÃO, O SETUBALENSE, vai reforçar a sua dimensão regional, beneficiando da forte implantação do diário nos outros concelhos do distrito de Setúbal.

O DIÁRIO DA REGIÃO tem redacção e forte ligação, há 20 anos, a concelhos como o Montijo e Alcochete, Palmela, Barreiro, Moita e Litoral Alentejano, pelo que, com esta união, o SETUBALENSE passa a ter uma abrangência distrital, sendo o jornal distribuído nas bancas pela Vasp.

Em vez de trissemanário, o jornal passa a diário, publicando todos os dias úteis, de segunda a sexta-feira.

Comentários

- Pub -