Câmara de Alcácer do Sal aprova projectos para candidaturas de 4,1 milhões de euros

0
31
visualizações

Adaptação da piscina municipal, recuperação da Oficina da Criança e reabilitação da Escola dos Açougues também estão entre a “bateria de projectos”, como lhe chamou Vítor Proença

- Pub -

A Câmara de Alcácer do Sal aprovou ontem os projectos de execução de cinco obras a realizar na cidade num conjunto que soma o valor total de 4,1 milhões de euros.
Os projectos que foram agora aprovados, por unanimidade, vão ser candidatados, pelo município, a programas de co-financiamento, na sua maioria, aos fundos comunitários do Portugal 2020.
Apenas um dos cinco projectos, o de valorização do edifício da Câmara Municipal, vai ser candidatado a um fundo nacional; o fundo BEM, que é uma linha pública de apoio a 50% a fundo perdido para investimentos até 300 mil euros.
O projecto aprovado para o edifício dos paços do concelho prevê 85 mil euros para a substituição das janelas e portas exteriores, pintura das varandas e arranjo das escadas de fora. Estes trabalhos só vão ser feitos em 2019, mas o prazo para a apresentação da candidatura termina no próximo dia 30, pelo que o projecto tinha que ser aprovado.
Dos quatro projectos que vão ser objecto de candidaturas ao Portugal 2020, o maior é o da transformação do actual Parque de Feiras e Exposições, onde se realizam as maiores festas da cidade, como a PIMEL, num Parque Urbano de uso diário para a população.
O investimento de 3,2 milhões de euros vai intervencionar toda a área, de 30 mil metros quadrados, e passa pela construção de um pórtico na entrada principal, uma portaria de serviço, tasquinhas (para que deixe de ser necessário o recurso a aluguer nas feiras), uma ciclovia, infra-estruturas subterrâneas e nova rede eléctrica com dois postos de transformação com capacidade para os picos necessários aos grandes eventos.
O presidente da autarquia, Vítor Proença, sublinhou que o novo parque vai ser um espaço público para uso diário, por parte da população e que esta intervenção, juntamente com o novo interface de transportes que vai ser construído naquela zona – e cuja empreitada já foi adjudicada – é a maior que o município vai fazer na zona ribeirinha nascente.
Foi aprovado também o projecto de recuperação da Oficina da Criança, ATL, um espaço criado há 30 anos, que vai ser requalificado, para melhor segurança e conforto. A obra, de 326 mil euros, inclui a substituição da cobertura, colocação de teto falso, melhoramento da rede eléctrica e do sistema de aquecimento, acessibilidades a pessoas com mobilidade reduzida e requalificação do recreio e parque infantil exterior.
A adaptação da piscina municipal, para melhor mobilidade, foi outro dos projectos aprovados. O investimento de 204 mil euros foi justificado como sendo necessário para responder ao “estado de progressiva degradação que decorre da antiguidade e da intensidade de uso” do equipamento que, sendo a única piscina pública da cidade, “presta um serviço com grande vertente social, que pretende proporcionar iguais condições de acesso a todos os utilizadores”, considera a autarquia.
O último projecto aprovado é o da reabilitação da Escola dos Açougues, onde funcionam duas valências distintas, Universidade Sénior de alcácer do Sal e ATL, pelo que a obra a realizar, no valor de 314 mil euros, pretende alterar o desenho de funcionamento do espaço, para uma melhor ligação a todas as necessidades.

- Pub -

Queremos saber a sua opinião.