Presidente de Fernão Ferro pede reunião a Marcelo Rebelo de Sousa para resolver situação da CGD

0
52
visualizações

Fernão Ferro pode perder o acesso aos serviços da Caixa Geral de Depósitos (CGD), que há oito anos foram inaugurados, com o encerramento do balcão nesta freguesia do Seixal. Carlos Silvestre dos Reis, Presidente da Junta, já pediu uma reunião com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

- Pub -

O objectivo de Carlos Silvestre dos Reis é pedir ajuda para travar o processo em curso, justificando, na carta enviada ao gabinete do Presidente da República, que o balcão se encontra aberto há oito anos, serve uma população de 20 mil habitantes, maioritariamente idosos, que depositam “total confiança” no serviço prestado por este banco do Estado.

O autarca salienta ainda que se trata de “uma redução muito significativa dos serviços existentes na freguesia de Fernão Ferro, que a população não quer perder com toda a legitimidade”.

Também a Câmara Municipal do Seixal já se tinha mostrado contra esta decisão do banco, de reestruturar a rede de balcões por todo o país.

O município considerou o encerramento do balcão da CGD “uma medida extremamente lesiva dos interesses da população”, pelo que manifestou “o seu forte repúdio face a esta possibilidade”, tendo solicitado também uma reunião de urgência com a actual administração.

De forma a lutarem contra esta situação, as autarquias, em conjunto com a população e demais entidades e instituições da freguesia de Fernão Ferro, estiveram esta terça-feira em frente ao balcão da CGD, manifestando a firme oposição a este encerramento.

- Pub -

Queremos a sua opinião!