Câmara da Moita aprova permuta de terreno para construção do novo quartel da GNR

0
47
visualizações

A autarquia da Moita aprovou, na última reunião pública do executivo municipal, a proposta de permuta, com o Estado português, do edifício do antigo quartel da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Concelho da Moita por um lote de terreno municipal, para a construção do novo quartel da GNR.

- Pub -

O novo Posto Territorial da Moita da Guarda Nacional Republicana será construído num terreno de 8 447 metros quadrados, na Urbanização Mãe D’Água Sul, situado na freguesia da Moita, e tem um valor patrimonial de mais de dois milhões de euros.

Actualmente, os militares da GNR trabalham instalados num edifício cedido pela Câmara Municipal, na Praça da República, mas que não reúne as condições necessárias para o funcionamento normal da corporação, em termos de localização, espaço, segurança e acessibilidades.

Ao longo dos anos, a autarquia da Moita tem manifestado, junto dos diferentes governos, a preocupação com as condições físicas em que a GNR desenvolve o seu trabalho, já se tendo mostrando disponível para ceder um terreno municipal, de forma a reverter esta situação.

Recorde-se também que, em Março deste ano, o Ministério da Administração Interna (MAI) deu por concluído o emparedamento dos vãos inferiores e a reparação de rebocos em muros exteriores do antigo quartel dos bombeiros, para minimizar a degradação do imóvel, devido a situações de intrusão e actos de vandalismo.

O antigo quartel dos Bombeiros Voluntários da Moita tinha sido adquirido pelo MAI, em 2009, com o objectivo de ali instalar o futuro posto da GNR, o que nunca se concretizou.

Aprovada por unanimidade, esta proposta vai ainda ser submetida à aprovação da Assembleia Municipal, que vai reunir amanhã no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

- Pub -

Queremos saber a sua opinião.