JUDO – Campeonatos Nacionais em Odivelas

0
29
visualizações

Juvenil Tomás Domingues subiu ao pódio

- Pub -

Realizaram-se, no Multiusos de Odivelas, duas das provas mais importantes do ano, como foram o Campeonato Nacional de Juvenis (nascidos em 2004 e 2005), e o Campeonato Nacional de Equipas Cadetes (nascidos em 2001, 2002 e 2003).

O Campeonato Nacional de Juvenis contou com a presença de quatro atletas do Vitória FC, de Setúbal, na circunstância Tomás Domingues na categoria -34kg, João Catarino a -42kg, Miguel Rodrigues a -46kg e Daniel Loureiro -66kg.

Um dos momentos altos foi a meia final de Miguel Rodrigues. O atleta que havia sido projectado e imobilizado de imediato, conseguiu, quando faltavam, apenas dois segundos, sair da imobilização e quando o combate recomeçou projectou o seu adversário por Ippon, carimbando assim o acesso à final, onde arrecadou a medalha de prata, tal como Tomás Domingues, na sua categoria.

O Campeonato Nacional de Equipas de Cadetes contou com a presença de 19 equipas, sendo que o Vitória se classificou em 9.º lugar. Com cinco categorias em disputa, a equipa setubalense apenas tinha elementos em três, “o que significa que o confronto com equipas completas começava já com 2-0 para os adversários”, explicou o treinador Miguel Galhardas, cenário que aconteceu logo no primeiro confronto contra a Universidade Lusófona. O confronto começou muito bem com o atleta Bruno Gavazzi a decidir o seu combate logo nos segundos iniciais por Ippon, na categoria de -60kg.

André Mira na categoria de -66kg, teve um combate que se estendeu para lá do tempo regulamentar com o vice campeão nacional, “um combate muito intenso equilibrado e desgastante que viria a comprometer a prestação nos confrontos seguintes” revelou Miguel Galhardas.

Lucas Duarte na -73kg, esteve bem, no entanto não conseguiu ganhar o seu combate.

Nas repescagens, no confronto com a equipa da Marinha Grande, Daniel Madeira entrou na -60kg, começou por se impor, mas acabou por ser surpreendido. André Mira e Lucas Duarte também não tiveram melhor sorte nos seus confrontos.

Concluindo, e em modo de balanço, nesta que foi a última prova antes da pausa de verão, o treinador refere que “podemos não ter o mesmo volume de atletas de outros clubes, mas provámos mais uma vez que podemos chegar aos pódios nacionais”.

- Pub -

Queremos a sua opinião!