Bombeiros do Pinhal Novo respondem à notícia ‘Todos os bombeiros do concelho com equipas de intervenção permanente’

0
74
visualizações

Direito de resposta, à notícia da edição de dia 25 de maio no jornal Diário da Região, intitulada: “Concelho tem equipas de intervenção permanente em todas as corporações” na qual se pode ler, ainda, na respetiva entrada de peça: “Palmela, Águas de Moura e Pinhal Novo vão ter equipas comparticipadas pelo Estado. Mas o caso de Pinhal Novo gerou polémica”.
A Associação Humanitária de Pinhal Novo repudia a afirmação veiculada por este diário de que “ao contrário dos Bombeiros de Águas de Moura, que fizeram atempadamente a sua «inscrição», de acordo com a Diretiva Operacional Nacional (DON) para o Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais (DECIR) para 2018, os Bombeiros do Pinhal Novo não formalizaram essa disponibilidade e quase ficaram fora desta solução”, considerando que, e talvez este jornal desconheça o facto os bombeiros de Pinhal Novo têm, desde 2010, apresentado a sua disponibilidade, de forma reiterada e continuada, para a constituição de uma EIP neste Corpo de Bombeiros, tendo, inclusivamente, em 2010 assinado um protocolo com a Câmara Municipal de Palmela com esse objetivo. No entanto, por falta de financiamento por parte da administração central, tal não se veio a concretizar.
A Associação Humanitária de Bombeiros de Pinhal Novo reitera que não falhou qualquer prazo ou candidatura e que o desagrado demonstrado para com a pretensão da Associação Humanitária de Bombeiros Mistos de Águas de Moura teve apenas a ver com a argumentação utilizada pela mesma, nomeadamente quanto à Área de Atuação daquela corporação, em sobreposição com a Área de Atuação do Corpo de Bombeiros de Pinhal Novo.
A Associação Humanitária de Pinhal Novo congratula-se pela possibilidade aberta pelo Secretário de Estado da Proteção Civil em atribuir a EIP, não só ao Corpo de Bombeiros de Pinhal Novo mas também à corporação congénere de Águas de Moura e agradece os esforços desenvolvidos pela Câmara Municipal de Palmela, Liga dos Bombeiros Portugueses e Autoridade Nacional de Proteção Civil, nomeadamente pela Direção Nacional de Bombeiros, para encontrar esta solução que veio reforçar a capacidade de resposta dos Corpos de Bombeiros do Concelho de Palmela.
O Presidente da Direção, José Calado
O Comandante, Luís Filipe Neto

- Pub -

NOTA DA DIRECÇÃO – O DIÁRIO DA REGIÃO mantém o que noticiou. Os Bombeiros do Pinhal Novo ficaram inicialmente fora da EIP – não de processos antigos a que concorreram, mas deste actual – por não terem manifestado disponibilidade conforme era necessário (enviar email). O que referem quando à fundamentação é um aspecto lateral, que o jornal não quis aprofundar precisamente por isso.

- Pub -

Queremos saber a sua opinião.