Ambições de liderança

19
visualizações

As imagens que os aparentes salvadores da pátria, passam para a opinião publica, em reuniões publicas, em congressos partidários, em acções de campanha, ou em meras conferências de imprensa para vincar posições, podem ser benéficas para as organizações que representam, e para a projecção pessoal de alguns com ambições de poder, mas que não olham todos os cidadãos de forma igual, e em muitos casos, por serem lideres ou dirigentes partidários, julgam-se acima da lei, manchando o nome das instituições, e fazendo com que os cidadãos deixem de acreditar na classe política.
Se servir Portugal e os seus cidadãos é uma causa nobre, esta causa nobre deixa de o ser, a partir do momento em que a politica apenas serve de trampolim para a projecção da imagem de dirigentes políticos, cuja ambição declarada perante as camaras de televisão, é ganhar eleições, havendo posteriormente situações ou atitudes pouco esclarecidas que mancham o seu percurso, como das mesmas, é frequente termos conhecimento, pelos meios de comunicação social.
Não é aceitável que a qualquer preço, qualquer cidadão com ambições politicas, só porque tem formação académica, julgando-se superior aos demais possa ser chamado a desempenhar cargos de direcção, sem que para tal, no seu percurso, não exista transparência, sendo apenas escolhido por uma questão de amizade ou favor pessoal.
Num congresso recente, a líder de um partido manifestou a ambição de liderar os destinos do país, mas seria interessante perceber se tal como outros, esta ambição não será apenas para servir a sua imagem, quando a proximidade para com os cidadãos, é apenas uma operação de charme, que não resolve os problemas do país.

Comentários

- Pub -