Vitória garante treinador Lito Vidigal até 2020

0
104
visualizações

Está para breve a confirmação oficial de que Lito Vidigal é o próximo treinador da equipa profissional de futebol do Vitória FC

 

- Pub -

Tal como o Diário da Região revelou na edição de 16 de Maio (há exactamente uma semana), o técnico, cuja apresentação vai acontecer nas próximas horas, esteve sempre na linha da frente das preferências da direcção para substituir José Couceiro no cargo.
Segundo escreveu ontem o jornal A Bola, o ex-treinador do Aves, de 48 anos, e o emblema setubalense, presidido por Vítor Hugo Valente, chegaram anteontem a acordo para as próximas duas temporadas desportivas. Depois de ter comandado os avenses até ao passado mês de Janeiro, Lito Vidigal está assim prestes a regressar ao activo depois de uma pausa de quatro meses.
Lito Vidigal vai chegar ao Bonfim acompanhado da equipa técnica que o tem acompanhado nos últimos clubes por onde passou. O professor Neca, que em 1991/92 foi treinador principal do Vitória, regressa ao clube, desta vez como adjunto de Lito Vidigal, avança A Bola. Vítor Pereira será o novo treinador de guarda-redes e Octávio Moreira e Hugo Relvas também integram a equipa técnica como adjuntos.
Com um total de 128 jogos no escalão principal português, o treinador, de 48 anos, tem conseguido resultados desportivos positivos por onde tem passado. Estreou-se na 1ª Liga em 2008/09 pelo Estrela da Amadora. Também no escalão principal, orientou a União de Leiria (2009/10), Belenenses (2013/14 e 2014/ 15), Arouca (2016/17) e Desportivo das Aves (2017/18).
Do seu percurso fazem também parte os seguintes clubes: “O Elvas”, Portosantense, Pontassolense, Ribeirão, Portimonense, todos nos escalões secundários. No estrangeiro, além de uma experiência em Angola, em 2011 e 2012, treinou os líbios do Al Ittihad Tripoli (2012/13), cipriotas do AEL Limassol (2013/14) e israelitas do Maccabi Telavive (2016/17), antes de ingressar no Aves.
Recorde-se que José Couceiro, depois de duas épocas consecutivas ao serviço do Vitória, anunciou a saída do clube após a partida da última jornada frente ao Tondela, afirmando “não ter condições para continuar em funções”. O triunfo sobre os beirões, por 1-0, permitiu à equipa assegurar a permanência na I Liga em 2018/19, época em que os sadinos vão marcar presença pela 71.ª vez no escalão principal do futebol nacional.

Comentários

- Pub -