Nova extensão de saúde do Torrão vai abrir portas na segunda-feira

0
70
visualizações

Processo foi marcado por forte polémica entre a Câmara Municipal e a Junta de Freguesia. Equipamento chegou a ter inauguração prevista, com a presença do ministro da Saúde, para Março último. Vai entrar em funcionamento cerca de dois meses depois, sem cerimónia oficial nem ‘honras ministeriais’

- Pub -

Chegou a ter prevista inauguração, com a presença do ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, para 12 de Março último, mas o anúncio acabou envolto em polémica e a nova extensão de saúde do Torrão, no concelho de Alcácer do Sal, só agora irá abrir portas ao público. Mas sem cerimónia oficial nem “honras ministeriais”.

A abertura do novo equipamento – localizado na antiga cantina escolar do Torrão, edifício que foi alvo de obras de adaptação após ter sido cedido pela Câmara Municipal à tutela – está agendada para o próximo dia 21.

De inauguração já ninguém fala. A Câmara Municipal de Alcácer do Sal informa sobre a “abertura” da nova unidade de saúde; a Junta de Freguesia do Torrão anuncia a “entrada em funcionamento das novas instalações”.

Para trás fica todo um processo marcado por forte polémica, envolvendo a gestão CDU da Câmara Municipal e a gestão socialista da Junta de Freguesia, que apanhou ainda pelo caminho o gabinete do ministro da Saúde e que culminaria com o adiamento da inauguração para data a definir… e agora “dispensada”.

O adiamento da cerimónia, recorde-se, havia sido solicitado pelo presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, através de um ofício enviado ao ministro da Saúde. No documento, o autarca lamentava o facto de a Câmara Municipal ter sido deixada à margem do processo, uma vez que apenas teve conhecimento da cerimónia prevista para 12 de Março através de um convite dirigido à população pela Junta de Freguesia do Torrão na rede social Facebook.

Na mesma missiva, Vítor Proença mostrava-se indignado e questionava Adalberto Campos Fernandes: “Como é possível a Câmara Municipal de Alcácer nada saber sobre a vinda do senhor ministro para inaugurar uma extensão de saúde localizada no Torrão, quando o município desde a primeira hora defendeu, incentivou e disponibilizou um edifício para alojar de forma melhor para a população a nova extensão de saúde? Será que este conhecimento prévio por parte da Junta de Freguesia do Torrão e a falta de comunicação à instituição Câmara Municipal de Alcácer do Sal se deve ao facto de aquela junta ser liderada pela mesma força política (PS) que governa o País? Não queremos, sinceramente, acreditar.”

Ao mesmo tempo, a Câmara considerava também que a Junta de Freguesia do Torrão havia adoptado uma postura de se substituir à Administração Regional de Saúde do Alentejo e à Unidade Local de Saúde do Alentejo Litoral.

Resposta socialista

A posição assumida pelo presidente da Câmara viria a motivar, recorde-se ainda, a reacção da Comissão Política Concelhia de Alcácer do Sal do PS, que apelidou a actuação de Vítor Proença de “birra”.

Em comunicado, os socialistas consideraram, na altura, que a atitude do presidente da Câmara foi “absolutamente lesiva dos interesses da população do Torrão”, tendo em conta o “adiamento da abertura do referido estabelecimento de saúde”.

A estrutura local do PS foi ainda mais longe, considerando que o posicionamento de Vítor Proença se ficou a dever “à sede de protagonismo” do autarca. “Ao retardar a inauguração deste importante equipamento, há muito tempo ansiado e merecido pela população do Torrão, por mera necessidade de protagonismo acrescido, vai naturalmente retardar as melhorias nas condições de resposta da área da saúde da população desta freguesia”, acusou então o PS de Alcácer do Sal, sublinhando: “Esta não é a primeira vez que o presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal ‘amua’.”

Os socialistas acusaram ainda Vítor Proença de “descontrolo político” em toda a situação, fruto de uma “ânsia desmesurada de protagonismo”.

Autarquias anunciam abertura

A nova extensão de saúde do Torrão vai abrir portas no próximo dia 21, facto com o qual a Câmara Municipal “congratula-se”, lembrando que o equipamento resulta “de uma longa luta do município – em particular do presidente Vítor Proença – e da freguesia” junto da tutela.

“A extensão de saúde, tão importante para a melhoria da qualidade dos serviços de saúde prestados à população da freguesia, vai funcionar na antiga cantina escolar do Torrão, edifício municipal cedido a título gratuito pela Câmara Municipal que foi alvo de obras de adaptação para os novos efeitos pela Administração Regional de Saúde do Alentejo”, salienta a autarquia em nota de Imprensa.

Ao mesmo tempo, a edilidade informa que a antiga extensão de saúde “estará encerrada ao público dia 17 [amanhã], de tarde, e dia 18 [sexta-feira],durante todo o dia”, no sentido de ser possível “efectuar as necessárias transferências de material e de rede para que o novo espaço possa entrar em funcionamento em pleno”.

O anúncio da abertura da nova extensão de saúde também foi comunicado pelo presidente da Junta de Freguesia do Torrão, Hélder Montinho, lembrando que a entrada em funcionamento das novas instalações era há muito ansiado pela população local. O presidente da junta destacou ainda o papel do Governo, que “permitiu que o projecto se concretizasse”.

- Pub -

Queremos saber a sua opinião.