Santa Marta do Pinhal vai ter complexo desportivo

0
93
visualizações

O espaço vai ser orientado pelo Clube Associativo de Santa Marta do Pinhal e, segundo o seu presidente, pode ser utilizado por outras entidades, tal como já acontece no polidesportivo

A Câmara Municipal do Seixal apresentou o projecto do Complexo Desportivo de Santa Marta do Pinhal, na tarde do último sábado. O edifício vai ser construído num terreno localizado entre a Rua António Garibaldi e a Avenida Vieira da Silva. Já adjudicada, a empreitada vai custar 529 mil euros e tem o prazo de 360 dias.
O projecto foi apresentado em mais uma iniciativa do Fórum Seixal – Mais Participação, Melhor Futuro, desta vez na Escola Básica de Santa Marta do Pinhal. Joaquim Santos, presidente da Câmara, explicou que “é sempre possível adaptar as intervenções”, apesar de a obra já estar adjudicada, dando o exemplo de portas que podem sofrer alterações. O arquitecto José Cruz referiu que a área de construção é de 560 metros quadrados e que o complexo vai ter dois pisos. Vai ser composto por quatro balneários, ginásio, bar, esplanadas (interior e exterior), requalificação dos campos, requalificação da bancada e espaços verdes, sala de reuniões e sede do Clube Associativo de Santa Marta do Pinhal. Vai ter painéis solares e alçados embelezados com árvores.
Uma vez que o complexo vai ser gerido pelo Clube Associativo de Santa Marta do Pinhal, com trabalho reconhecido em apenas nove anos de existência, o vereador José Carlos Gomes disse ter o “maior respeito e apreço pelo movimento associativo”. Segundo o mesmo, o empreiteiro Protecnil ainda não avançou com a obra do complexo desportivo, uma vez que tem estado ocupado com outras intervenções no concelho do Seixal, sendo difícil determinar uma data exacta. Apesar disso, o responsável pelos pelouros do Desporto, Empreitadas, Administração Geral e Modernização Administrativa anunciou que se pretende “começar no início de Junho, se não der para adiantar”.
Da parte do público não houve quaisquer críticas à forma como o projecto foi idealizado. Rogério Nogueira, presidente do Clube Associativo de Santa Marta do Pinhal, lembrou uma “caminhada muito conturbada, de muita luta e de muito trabalho”. Considerou positiva a parceria que o clube tem estabelecido com as autarquias, sublinhando o “voto de confiança que o poder local nos deu”. Rogério Nogueira sugeriu que a cerimónia de lançamento da primeira pedra fosse realizada no dia 5 de Junho, data de aniversário do clube. Por seu lado, António Pereira, presidente da Mesa da Assembleia-Geral do clube, comentou que “os sócios estão imensamente satisfeitos”. Para este, “é emocionante ver que estamos quase a iniciar a obra”.
Já Eduardo Rosa, presidente da Junta de Freguesia de Corroios, adiantou que, “depois da sede, já temos outro projecto”.

- Pub -

Munícipes abordaram outros temas durante o fórum

Para além do novo complexo desportivo, os munícipes abordaram outros temas e problemas sentidos em Santa Marta do Pinhal, como a falta de estacionamento, desinfestação e desratização, limpeza de ruas, cheias e estradas em mau estado. Um munícipe sugeriu que os autarcas e técnicos da Câmara visitassem a localidade de forma mais pormenorizada. Entre outras respostas, Joaquim Santos mostrou-se disponível para agendar uma visita a Santa Marta do Pinhal. Explicou que o concelho do Seixal tem 900 quilómetros de estrada, não sendo possível “chegar a todo o lado” ao mesmo tempo, até porque a pluviosidade elevada dos últimos meses fez os seus estragos. Referiu que “temos investido muito na higiene urbana”, já que a Câmara adquiriu uma viatura de alta de pressão que custou 360 mi euros. “O carro mais caro que comprámos”. Ainda de acordo com Joaquim Santos, a Câmara Municipal tem a intenção de contratar 150 trabalhadores operacionais em 2019.

- Pub -

Queremos a sua opinião!