Presidente do Politécnico de Setúbal toma posse perante cidade e região

0
125
visualizações

Centenas de pessoas encheram auditório para ouvir Pedro Dominguinhos apontar o reforço na qualidade do ensino, a unidade interna e a ligação à comunidade como os pilares principais da estratégia para os próximos anos

- Pub -

 

Pedro Dominguinhos, presidente reeleito do Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) tomou posse esta quinta-feira (26), perante centenas de pessoas que encheram o auditório da Escola Superior de Ciências Empresariais, no campus do politécnico, na Estefanilha, em Setúbal.

Na cerimónia, em que tanto a cidade como a região estiveram representadas por pessoas das mais diversas entidades, publicas e privadas, marcaram presença também representantes de vários organismos nacionais, do ensino, co destaque para a generalidade dos institutos politécnicos do país.

Além de Pedro Dominguinhos, que parte agora para um segundo mandato como presidente, tomaram posse também os vice-presidentes no IPS, João Vinagre e Ângela Lemos.

O presidente reafirmou a determinação para concretizar o programa com que se apresentou às eleições, denominado “Uma referência no Ensino Superior: um Politécnico coeso, a criar valor para a região”, e as linhas gerais da estratégia para os próximos quatro anos.

O reforço da aposta na qualidade do ensino, para continuar a afirmar o Politécnico de Setúbal, a unidade, interna e com os demais politécnicos, e o aprofundamento da cooperação com as instituições e empresas da região são caminhos apontados por Pedro Dominguinhos que, entre os desafios comuns aos institutos de ensino politécnico referiu a continuação do esforço pelo grau de doutoramento e pelo financiamento devido.

Sobre o trabalho desenvolvido no mandato anterior, o responsável recordou que “há quatro anos” viveram-se “tempos sombrios” no ensino superior, que o IPS passou de cinco mil alunos inscritos em 2014 para mais de seis mil em 2017, e que o Politécnico de Setúbal é o segundo do país em empregabilidade.

O IPS envolve hoje uma comunidade académica superior a sete mil pessoas, dispersas pelas cidades de Setúbal, Barreiro e Ponte de Sor. Entre os alunos é cada vez maior o peso de estrangeiros, sobretudo provenientes do Brasil e de Angola, mas também de dez países europeus.

Doutorado em Gestão e mestre em Economia Internacional (ISEG -UL), Pedro Dominguinhos assumiu, em 2009, as funções de professor coordenador da Escola Superior de Ciências Empresariais (ESCE/IPS), sendo responsável por várias unidades curriculares desde 1995 e tendo desempenhado vários cargos, nomeadamente os de presidente do conselho directivo da ESCE/IPS, entre 2007 e 2009, e de vice-presidente do IPS, de 2009 a 2014. É presidente do IPS desde Abril de 2014 e actualmente também vice-presidente do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP).

 

Plano para sucesso académico

O Instituto Politécnico de Setúbal está a elaborar um plano estratégico para a promoção do sucesso académico, que vai ser apresentado ainda este ano, revelou Pedro Dominguinhos. O responsável acrescentou que o plano vai fixar metas e calendários com esse objectivo de promover o sucesso.

O presidente do IPS fez saber também que fará publicar em breve um louvor aos professores que o acompanharam na direcção do politécnico no mandato que agora terminou.

Comentários

- Pub -