Mercado Caramelo do Pinhal Novo apresenta-se já em ambiente de festa

0
445
visualizações

Organização espera 30 mil pessoas este ano. Primeira amostra trouxe centenas ao Largo José Maria dos Santos

Este slideshow necessita de JavaScript.

- Pub -

O Mercado Caramelo deste ano, marcado para o fim-de-semana de 11,12 e 13 de Maio, espera mais de 30 mil visitantes, estima a organização que apresentou o certame este domingo numa primeira amostra do evento que juntou centenas de pessoas.

O Largo José Maria dos Santos, no centro do Pinhal Novo, transformou-se num mercado à moda antiga, com actividades tradicionais, figurantes vestidos a rigo e a Sopa Caramela como ex-libris da cultura gastronómica desta região.
A edição deste ano vai ter oito tavernas de comida, produtos locais, 50 expositores de artesanato e uma casa caramela, réplica da habitação antiga desta localidade, que, com uma família de figurantes e o conjunto tradional de animais de quinta vão compor o cenário e apresentar-se como uma das novidades do certame.
A casa caramela é um pré-fabricado feito à imagem das casas tradicionais e vai acolher actividades caracteristicas da cultura caramela, como a confecção da sopa.
O Mercado Caramelo 2018 tem um orçamento de 60 mil euros, disse Luís Fernandes, da Confraria da Sopa Caramela, que, juntamente com a Junta de Freguesia de Pinhal Novo, organiza o evento com o apoio da Câmara de Palmela e de dezenas de parceiros e apoiantes, entre empresas e associações, como a Sociedade Filarmónica União Agrícola (SFUA), os Bombeiros de Pinhal Novo, os ranchos folclóricos da Casa do Povo de Pinhal Novo e os ‘Rurais’ da Lagoa da Palha, a ‘Bardoada’, a Associação de Idosos e Pensionistas de Pinhal Novo, a adega ASL Tomé ou o restaurante ‘O Forno’.
A apresentação do programa foi feita também pelo presidente da Junta, Manuel lagarto, que destacou a estreia da casa caramela, explicando que vai mostrar, por exemplo, a confecção da Sopa Caramela “feita no chão, ao lume de lenha”.
O autarca agradeceu à Câmara Municipal ter incluindo a sopa na lista da maravilhas gastronómicas que o concelho candidatou ao concurso ‘7 Maravilhas à Mesa’ da RTP.

Sopa Caramela finalista das 7 Maravilhas à Mesa

A Sopa Caramela, que durante os três dias de mercado vai estar permanentemente em degustação, é já semi-finalista do concurso nacional que procura as sete maravilhas da gastronomia portuguesa.
Um facto que a Câmara de Palmela destaca como mais um contributo para “promover” esta cultura, o certame, o Pinhal Novo e o concelho, como disse o vereador Luís Calha, que representou a autarquia na apresentação, em substituição do presidente Álvaro Amaro que se encontrava no estrangeiro.
O autarca, responsável pelo pelouro do Turismo, recordou que esta edição decorre no “Ano Europeu para o Património Cultural” e elogiou o Mercado Caramelo como “um evento de toda a comunidade, em que todos participam com grande orgulho”.
Durante a festa, a degustação da sopa é gratuita. Paga-se 1,5 euros de caução, pelo prato e pela colher, mas esse valor é devolvido no final com a devolução dos objectos.
A organização fez parcerias com várias empresas para facilitar o acesso dos visitantes, como, por exemplo a CP, que vai ter uma promoção no preço dos bilhetes de comboio. Durante os três dias de festa, o bilhete para o Pinhal Novo, a partir de qualquer estação da Linha do Sado, custa dois euros para ida e volta.

- Pub -

Queremos saber a sua opinião.