Estacionamento na Figueirinha vai ser pago já este Verão

797
visualizações

Os 277 lugares dos dois parques junto ao restaurante passam a ser pagos entre 1 de Junho e 30 de Setembro com uma tarifa diária de três euros (cinco euros aos fins-de-semana e feriados). Nos meses de Julho e Agosto o preço duplica, para 6,5 euros (nove aos fins-de-semana e feriados)

 

- Pub -

A Câmara Municipal de Setúbal já aprovou, na quarta-feira (18) o projecto de regulamento para que o estacionamento passe a ser pagos, nos dois parques junto ao restaurante na Praia da Figueirinha.

A proposta, aprovada pela maioria CDU com os votos contra da oposição, prevê o pagamento de tarifas diferenciadas, em função dos meses e dos dias da semana, já nesta época balnear, entre 1 de Junho e 30 de Setembro.

Nos meses de Junho e Setembro, a tarifa horária é de 40 cêntimos (60 cêntimos aos fins-de-semana e feriados), num total máximo diário de três euros (cinco euros aos fins-de-semana e feriados).

Nos meses mais forte de Verão, Julho e Agosto, os preços aumentam sensivelmente para o dobro. A tarifa horária passa a ser de 80 cêntimos (um euro aos fins-de-semana e feriados) e o máximo por dia será de 6,5 euros (nove aos fins-de-semana e feriados).

Os 277 lugares de estacionamento serão pagos entre as 8 e as 19 horas, sendo que à noite continuarão a ser gratuitos.

A Câmara Municipal justifica a opção pelo estacionamento pago com a necessidade de melhorar o acesso à praia, tendo em conta que aquela zona da Arrábida, durante a época balnear, sofre “elevada pressão automóvel”, o que dificulta “gravemente a normal circulação viária, muito devido ao estacionamento desordenado e abusivo ao longo de toda a faixa de rodagem”.

A proposta aprovada defende que após a da assinatura do Acordo de Gestão para a Conservação e Operação de Troço da EN379-1, de acesso viário às praias, com a Infraestruturas de Portugal, que confere ao município competências de gestão, “torna-se importante intervir ao nível do estacionamento desordenado e abusivo que aí ocorre na época balnear”, bem como “na melhoria das condições de utilização do transporte público em detrimento do transporte individual”.

As motos não pagam estacionamento, se usarem os locais específicos para veículos de duas rodas, e os concessionários de apoios de praia podem requerer até dois cartões por concessão, pagos (dez euros para primeiro cartão e 20 para o segundo), que possibilitam o estacionamento nos locais devidamente identificados para o efeito e sem limite de tempo.

Está prevista também a possibilidade de os utentes adquirirem lugares privativos de estacionamento, pelo valor de 500 euros para toda a época balnear.

O projecto de regulamento vai estar em período de consulta pública, durante 30 dias, voltando depois a reunião do executivo municipal, antes de ser submetido à Assembleia Municipal para aprovação.

NOTA: Noticia rectificada às 19h35 com rectificaçao dos valores da tarifa horária.

Comentários

- Pub -