Faleceu Isabel Simão fundadora e directora do St. Peter’s School

0
870
visualizações

Directora pedagógica deixa uma obra de referência no ensino na região e fica como exemplo para a comunidade educativa. Pais e alunos destacam capacidade e dedicação extraordinárias

- Pub -

Isabel Simão, fundadora e directora pedagógica do St. Peter’s International School faleceu este domingo (15), aos 64 anos, vitima de doença, e a pouco mais de uma semana de completar mais um aniversário (no dia 26).

O Velório é hoje entre as 19h e as 24 horas na igreja de Nossa Senhora de Fátima, no Laranjeiro, Almada, onde a família residia. O funeral realiza-se amanhã, para S. Bartolomeu de Messines, concelho de Silves, de onde era natural.

A directora fundou o colégio, juntamente com o marido, Armando Simão, e afirmou a instituição, de ensino privado, como uma das mais bem sucedidas do país, entre as melhores classificadas do ranking nacional das escolas.

O colégio começou por funcionar em Setúbal, na Avenida 5 de Outubro, e entretanto construiu instalações de raíz e de grandes dimensões em Palmela, na zona da Volta da Pedra.

A qualidade do St. Peter’s Internacional School é comummente reconhecida e os pais atribuem grande parte do mérito por esse resultado a Isabel Simão.

Sempre soube ouvir os pais e resolver alguma situação menos adequada. Com uma seleção criteriosa do corpo docente – a quem também é devido o justo reconhecimento (e quando isso falhava entendia quando lho dizíamos e resolvia), sonhou e construiu uma escola de referência. Quando se sonha o mundo pula e avança, dizia o poeta. A Dra. Isabel Simão sempre soube sonhar e fazer avançar os seus meninos rumo ao futuro. Todos os anos lectivos havia um novo futuro nesse presente. Um futuro consequente, consistente , com adultos completos do ponto de vista humano e intelectual. Hoje, as crianças, os jovens e os adultos que ali se formaram só poderão dizer “R.I.P e desculpe qualquer comportamento menos adequado. Mas a exigência, a proximidade aos problemas, às nossas alegrias e tristezas contribuíram para o que somos hoje”.
Em meu nome e, creio de todos os pais que viveram muitas das dificuldades, mas também muitas das soluções, nuns anos de grande união entre pais e amizade sólida entre os miúdos, só posso dizer adeus sentido e agradecido. Os meus sentidos pêsames à família e à família St. Peter’s.”,
escreveu já hoje a ex-directora regional da Segurança Social, Ana Clara Birrento.

À familia enlutada, e a toda a comunidade do St. Peter’s International School, o DIÁRIO DA REGIÃO endereça as mais sentidas condolências

 

- Pub -

Queremos saber a sua opinião.