Onda de lesões afecta sadinos antes do duelo em Guimarães

0
46
visualizações

Apesar da ‘onda’ de lesões que afectou o plantel nos últimos dias, José Couceiro, treinador do Vitória FC, assumiu hoje, em conferência de imprensa, que a sua equipa vai manter postura idêntica à que teve nas jornadas anteriores na visita de sábado, 20h30, ao reduto do V. Guimarães.

- Pub -

Após o treino matinal no Bonfim, o técnico anunciou que a época terminou para o defesa Luís Felipe (fracturou perónio esquerdo) e para o médio João Teixeira (submetido a intervenção cirúrgica no joelho direito). Também por lesão, Nuno Pinto, André Sousa e Tomás Podstawski falham a partida com os vimaranenses. “Tivemos muitos azares. Foi uma semana difícil em que tivemos um número excessivo de lesões. Quem é supersticioso acredita na sexta-feira 13, mas eu não vou por aí. Vamos com o mesmo espírito para Guimarães, não mudou nada”.

As boas notícias prendem-se, a cinco jornadas do final do campeonato, com a presença de duas novidades na lista de 20 eleitos. José Couceiro convocou pela primeira vez esta época os avançados Yannick Djaló (apto a regressar à competição depois de ser operado ao joelho direito em Setembro de 2017) e Thomas Rodríguez (chileno que reforçou a equipa em Janeiro por empréstimo dos italianos do Génova).

Apesar das contrariedades, José Couceiro traça como objectivo somar um resultado positivo na partida em que o Vitória cumpre o jogo 2.000 no escalão principal. “A equipa parte para os jogos sempre com a mesma intenção. Independentemente do adversário, como fizemos na semana passada [derrota 2-1 com o Benfica], preparamo-nos para tentar ganhar o jogo. É fantástico um clube ter 2.000 jogos na I Liga. Demonstra a dimensão do clube na prova. Seja o jogo 2.000 ou qualquer outra numeração, o nosso objectivo é sempre o mesmo”.

Em relação ao V. Guimarães, o técnico do conjunto setubalense disse esperar dificuldades frente a um adversário que mudou de treinador recentemente e atravessa um bom momento. “Já há algumas diferenças [com José Peseiro]. Estão numa fase mais positiva, ganharam o último jogo ao Rio Ave [3-0], que é um bom concorrente. Estão mais confiantes e isso não tem só que ver com os treinadores. O Pedro [Martins] é igualmente um bom treinador. Tem de ver com os resultados, os momentos e a conjuntura. Estão num momento bom e nós também estamos”, afirmou.

José Couceiro considerou que a sua equipa tem sido frequentemente prejudicada, facto que a impede de ocupar uma posição melhor na classificação. “Neste campeonato já vamos com 29 jornadas e, normalmente, as equipas são prejudicadas nuns jogos e beneficiadas noutros. Estranhamente este ano, o Vitória não tem um único jogo em que tenha somado um ponto porque houve um erro a nosso favor. Temos muitos em que aconteceu o contrário. São factos, é uma triste coincidência”, lamentou.

- Pub -

Queremos saber a sua opinião.