Montijo recebe estreia nacional de espectáculo com participação da comunidade local

89
visualizações

‘A Manual on Work and Happiness’ sobe ao palco do Cinema Teatro Joaquim d’ Almeida. Fruto de uma residência artística de quase três semanas coordenada pela Mala Voadora, a produção da Artemrede é apresentada sexta-feira e sábado ao público

- Pub -

O Cinema Teatro Joaquim d’ Almeida (CTJA), no Montijo, vai receber a estreia nacional do espectáculo “A Manual on Work and Happiness”, com encenação da Mala Voadora numa produção da Artemrede. O espectáculo estará em exibição sexta-feira, 13, e sábado, 14, à mesma hora (21h30), e apresentará em palco um conjunto de 18 elementos a representar sem experiência em artes cénicas.

“Subirão ao palco pela primeira vez no Cinema Teatro Joaquim d’Almeida”, revela a Artemrede, em nota de Imprensa, explicando que o espectáculo “é fruto de uma residência artística de quase três semanas coordenada pela Mala Voadora”, período durante o qual 18 elementos da comunidade local trabalharam “com o encenador Jorge Andrade e com um actor profissional Vítor d’Andrade, a partir de textos escritos pelo autor catalão Pablo Gisbert”.

Na base da residência, adinata a Artemerede, “esteve uma convocatória lançada pelo município do Montijo, que levou uma equipa do Cinema Teatro Joaquim d’Almeida a divulgar o projecto junto da população, nas ruas, nos mercados e nas escolas”. O objectivo, acrescenta a Artemrede, foi “envolver directamente a comunidade no projecto, incentivando-a reflectir sobre os temas abordadas no espectáculo: a relação entre o trabalho e a felicidade e os possíveis contornos da vida laboral nas sociedades futuras”.

As residências artísticas, seguidas das apresentações do espectáculo “A Manual on Work and Happiness” em quatro cidades – Patras, onde teve estreia mundial, agora Montijo, seguindo-se passagens por Alcobaça e Pergine –, “enquadram-se na última fase de um longo projeto, também intitulado ‘A Manual on Work and Happiness’, que arrancou no final de 2016 e que reúne parceiros institucionais portugueses, italianos e gregos”.

Etapas com apoio da União Europeia

O projecto, que conta com o apoio do programa Europa Criativa da União Europeia, começou por organizar “um Seminário Internacional sobre Trabalho e Felicidade, depois acolheu uma residência de escrita, na qual se criou o texto do espectáculo, e promoveu ainda quatro formações para operadores culturais em três países, no âmbito de uma nova rede intitulada Southern Coalition”, lembra a Artemrede, frisando que “todo esse processo foi, e continua a ser, documentado na plataforma digital do projecto: www.amanualonworkandhappiness.eu”.

A artemrede classifica ainda o projecto como “um desafio enorme” e conclui: “Envolver pessoas sem experiência teatral num processo de criação artística; convencê-las a partilhar generosamente o seu tempo para reflectirmos em conjunto sobre o futuro do trabalho, sobre as fronteiras da felicidade e para criarmos um espectáculo que, acreditamos, é tão fascinante quanto provocador.”
O espectáculo é dirigido a maiores de 12 anos e os ingressos têm um custo de cinco euros.

Comentários

- Pub -