Perto de uma centena de pessoas reivindicaram melhores cuidados de saúde na Moita

96
visualizações

Este sábado, cerca de 100 pessoas e todas as Comissões de Utentes da Saúde no concelho da Moita juntaram-se na Alameda do Povo, na Baixa Banheira, para reivindicarem melhores cuidados de saúde, numa iniciativa organizada pela Comissão Concelhia da Moita do PCP.

- Pub -

“No município da Moita, o Serviço Nacional de Saúde tem-se degradado, havendo nos Centros de Saúde das várias freguesias falta de médicos de família e enfermeiros para responder às necessidades de atendimento da população”, criticam os comunistas, justificando deste modo o motivo que os levou a organizar esta tribuna pública, como uma forma de “continuação do trabalho e das lutas realizadas”.

No final da iniciativa, onde pela Direcção Regional de Organização Distrital de Setúbal do PCP interveio Joaquim Judas, foi aprovada uma resolução por todos os presentes, exigindo mais meios para servir os utentes do município, no que toca à prestação de cuidados de saúde.

A Comissão Concelhia da Moita do PCP “repudia” a actual situação, onde mais de metade dos residentes do concelho não tem médico de família.

Na tribuna pública foram também reivindicados melhores cuidados de saúde no Centro Hospitalar Barreiro Montijo.

Comentários

- Pub -