Comissão de Utentes lança petição a “favor da construção do novo Centro de Saúde do Alto Seixalinho”

0
79
visualizações

A comissão de utentes do Barreiro lançou, no passado dia 22, uma petição pela construção do novo Centro de Saúde no Alto do Seixalinho, que estará agora disponível em várias colectividades do concelho, nas associações de reformados, na cooperativa cultural do Barreiro e em outros locais, a anunciar.

- Pub -

Junto ao Centro de Saúde da Quinta da Lomba, onde ocorreu o lançamento, estiveram mais de uma centena de utentes e dirigentes do associativismo local, que criticaram o facto de há vários anos os cuidados de saúde prestados às populações “terem vindo a sofrer uma degradação, com especial incidência no que respeita aos cuidados de saúde primários e de proximidade”.

“As causas são várias e foram-se acentuando ano após ano, medida após medida. A implementação das taxas moderadoras, a dificuldade na realização de exames complementares de diagnóstico, a deterioração das condições de acessibilidade aos cuidados de saúde ou a criação de parcerias público-privadas, são apenas algumas delas”, refere a Comissão de Utentes, num documento enviado ao Presidente da Assembleia da República.

“A consequência das políticas seguidas, com os cortes indiscriminados no orçamento da saúde, levou à falta dos recursos humanos e técnicos e à acentuada desorganização da prestação de cuidados de saúde com os resultados de todos conhecidos”, acrescenta o comité.

Recorde-se que em 2014 foi encerrada a Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados da Avenida do Bocage, no Barreiro. Com o encerramento desta Unidade, foram transferidos para a Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados de Santo André mais de 15 mil utentes.

E muitos utentes de Santo André foram transferidos para a recém-criada Unidade de Saúde Familiar de Santo António da Charneca, acompanhando os médicos de saúde familiar que os seguiam.

“Esta movimentação de utentes para a Unidade de Santo André gerou um elevado número de utentes sem médico de família, situação que até hoje não foi possível resolver. Existem, nesta data, na Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados de Santo André mais de 10 mil utentes sem médico de família”, lembra a Comissão.

Assim, esta petição tem, segundo a Comissão de Utentes do Barreiro, os seguintes objectivos:

“1 – A construção de uma nova Unidade de Saúde Familiar no Alto Seixalinho, em terreno já disponibilizado pela Autarquia do Barreiro desde Maio de 2017 para esse efeito permitindo assim que a população da freguesia do Alto Seixalinho- englobada na União de Freguesias Alto Seixalinho, Santo André e Verderena- transferida para o UCSCP de Santo André volte a ter uma Unidade de Saúde de proximidade.

2 – A atribuição de um médico de família a todos os utentes do Concelho do Barreiro, resolvendo-se o grave problema dos utentes sem médico de família e também a sobrecarga da Urgência do Centro Hospitalar Barreiro/Montijo.

3 – A implementação de uma verdadeira complementaridade entre os cuidados de saúde primários e os cuidados hospitalares, melhorando a acessibilidade e a qualidade dos cuidados e aumentando a sua eficiência através da poupança de recursos

4 – Recusar qualquer tipo de discriminação no acesso à prestação de cuidados no SNS, nomeadamente as geradas pela existência de diferentes unidades prestadoras e de cidadãos utentes sem médico de família”.

Comentários

- Pub -