Dores Meira promove Setúbal em São Paulo, Brasil

133
visualizações

Presidente da Câmara, acompanhada de André Martins, presidente da Assembleia Municipal, terminou visita de três dias em que fez uma apresentação de Setúbal para duas centenas de pessoas

- Pub -

A presidente da Câmara Municipal de Setúbal esteve na semana passada numa visita ao Brasil, para promover Setúbal em São Paulo, informou hoje a autarquia sadina.

Em nota divulgada esta segunda-feira (19), a Câmara informa que Dores Meira encerrou na sexta-feira uma missão de promoção de Setúbal junto de empresários de são Paulo, em que realizou uma sessão de apresentação do concelho perante cerca de duas centenas de pessoas na Câmara Portuguesa de Comércio.

A autarca diz que a visita foi positiva, porque permitiu “colocar Setúbal nos radares de investimento dos paulistas, o que poderá trazer muito bons resultados para o concelho”, e oportuna, porque a iniciativa decorreu numa altura em que os brasileiros “começam a investir em força” em Portugal.

“Creio que viemos aqui no momento certo fazer um investimento no desenvolvimento de Setúbal com a ajuda os nossos irmãos brasileiros, que, aliás, se mostraram bastante interessados nos dados que lhes apresentámos sobre o nosso concelho e com vontade de atravessar o oceano para ali se estabelecerem”, disse Dores Meira, referindo que há já vários empresários brasileiros a escolher Setúbal para viver graças às características urbanas da região, que associa segurança e tranquilidade.

A comitiva setubalense, que inclui o presidente da Assembleia Municipal, André Martins, e representantes da Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra (APSS), reuniu-se com empresas como WTorres, Kondor Investments, Comexport, CISA Trading, bancos Ourinvest, Haitong e Safra e G-Inter.

Maria das Dores Meira manteve também um encontro com o cônsul-geral de Portugal, Paulo Lopes Lourenço, com a participação de representantes da AICEP e do Turismo de Portugal e do presidente da Federação das Câmaras Portuguesas de Comércio no Brasil, Nuno Rebelo de Sousa.

 

 

Comentários

- Pub -