SETÚBAL Freguesia de S. Sebastião festeja aniversário com associações

0
87
visualizações

Cerimónia comemorativa do 465.º aniversário da freguesia mais populosa da cidade foi assinalada este domingo à tarde, 18, com apontamentos musicais, atribuições de medalhas honoríficas e intervenções institucionais

 

- Pub -

 

A tarde de celebração do 465.º aniversário da freguesia onde nasceu o poeta Manuel Maria Barbosa Du Bocage começou com a actuação do Grupo de Percussão Sant’Iago Olodum, nascido em 2013, e coordenado pelos professores António Brasinha e Rosa Nunes.

Em seguida coube a Manuel Pisco o início das intervenções. O vice-presidente da Câmara de Setúbal começou por explicar que “não venho dar os parabéns à Freguesia de S. Sebastião, porque as entidades administrativas como pessoas abstractas não são receptoras de congratulações. São pessoas sem vida. A vida é-lhe dada pelos seus habitantes pelas pessoas que lá vivem e trabalham, pelos seus representantes, esses é que são merecedores de alguns elogios e referências”, acrescentando que a actuação do grupo de percussão mostra “o ritmo forte” dos eleitos da freguesia, habitantes e dos que trabalham para a melhoria das condições daquela que ocupa metade do concelho de Setúbal.

No primeiro aniversário do presente mandato, Nuno Costa, presidente da Junta de Freguesia de S. Sebastião agradeceu “a todos aqueles que contribuíram para que este território seja mais humanizado, inclusivo, fraterno e solidário, tais como as escolas, instituições e grupos informais, associações de moradores e sindicatos”.

Além de destacar o crescimento do movimento associativo, Nuno Costa frisou que “das associações às instituições de solidariedade, das escolas aos agentes económicos, dos grupos informais mais organizados, há cada vez mais gente disponível para construir uma cidade melhor”, sendo imprescindível o aprofundamento da democracia, através do reforço dos mecanismos de participação e organização populares. “A experiência vivida nos últimos anos, com a participação em projectos municipais que visam a participação das populações, levam-nos a concluir que a forma mais eficaz de cumprir o nosso maior desiderato institucional e a promoção dos interesses das populações é dando-lhes poder de decisão”, concluiu.

Após os discursos oficiais foi a vez das actuações do Grupo Sénior de Cantares Populares da Junta de Freguesia de S. Sebastião e do Grupo Coral Mãos Dadas Acácio Veiga, seguindo-se a entrega das medalhas de honra ao LATI – Liga dos Amigos da Terceira Idade e Comissão de Festas de Nossa Senhora do Rosário de Tróia e as medalhas de mérito ao Núcleo de Bicross de Setúbal e ao atleta paralímpico Ângelo Pais.

Os alunos do Curso Profissional de Artes do Espectáculo da EB Ordem de Sant’Iago apresentaram depois uma pequena dramatização e a festa terminou com o projecto Cantar Setúbal em Fado, com as fadistas Susana Martins, Carla Lança, Joana Lança e Sara Margarida.

- Pub -

Queremos saber a sua opinião.