Bruno Vitorino quer que as taxas provenientes do novo complexo do Galitos sejam repartidas pelos outros clubes do Barreiro

0
109
visualizações

O vereador do PSD, Bruno Vitorino, defende que metade dos cerca de 400 mil euros que a Câmara Municipal do Barreiro vai receber em taxas pela construção do novo complexo desportivo no terreno do Galitos Futebol Clube seja aplicada na requalificação de equipamentos públicos e nos outros clubes do concelho.

- Pub -

Apesar de continuar a querer “esclarecimentos cabais” sobre todo o processo que envolve a construção desta nova infra-estrutura, o social-democrata, que afirmou só ter tomado conhecimento do investimento da empresa espanhola no concelho pela Comunicação Social, diz que “a autarquia deve direccionar uma parte do valor das taxas a serem pagas, pela empresa SUPERA, para a requalificação de equipamentos desportivos”.

“Sempre afirmámos que não somos contra o investimento. Queremos sim um processo transparente e que nenhum clube seja descriminado”, refere.

“Uma vez que a opção da Câmara foi o apoio ao Galitos Futebol Clube e sendo este o beneficiado da construção do referido equipamento, parece-nos justo que parte das verbas arrecadadas pela autarquia sirvam para investir na recuperação de património edificado ou de equipamentos desportivos dos clubes e colectividades do concelho, bem como de alguns espaços públicos para a prática desportiva”, acrescenta Bruno Vitorino.

O social-democrata defende que essa verba se destine a apoiar o Grupo Desportivo Ferroviários para a aquisição e instalação de um pontão para o acesso das embarcações ao rio; o Futebol Clube Barreirense para a instalação de iluminação LED nos campos da Verderena e na academia, bem como na beneficiação do parque desportivo de formação/academia (recuperação dos sintéticos e espaços envolventes); o Grupo Desportivo Fabril para a aquisição do sintético para o futebol e na pavimentação de toda a zona exterior do complexo desportivo e o Sporting Clube Lavradiense na substituição do telhado da sede do clube.

Ao nível dos equipamentos públicos desportivos, a proposta incide sobre o arranjo do polidesportivo da Quinta dos Fidalguinhos e na transformação de um court de ténis em 2 courts de padel no Parque da Cidade.

“Esta proposta, a ser aprovada, permite dar um impulso muito significativo na recuperação das infra-estruturas desportivas do concelho, construindo assim um caminho para tornar o Barreiro uma cidade desportiva”, conclui o vereador, que levará a proposta à próxima reunião do executivo municipal.

Recorde-se que a Câmara assinou um protocolo com a cadeia espanhola de health clubs SUPERA para a construção de um complexo desportivo, que implicará um investimento privado de 7 milhões e 300 mil euros.

O projecto, que ficará situado na zona junto ao campo de futebol do Galitos, prevê ter duas piscinas, uma interior e outra exterior, ginásio, SPA e Pavilhão de Basquetebol.

- Pub -

Queremos saber a sua opinião.