Assembleia Municipal do Barreiro “aprova” compra de navios para a Soflusa e Transtejo

244
visualizações

Foi aprovada, por maioria, na reunião da Assembleia Municipal do Barreiro (AMB), este sábado, a moção “em defesa do transporte fluvial como reforço de mobilidade sustentada na área metropolitana de Lisboa”.

- Pub -

A proposta relembra a divulgação que foi feita, em Fevereiro, sobre um estudo que está a ser realizado acerca da viabilidade da aquisição de 10 novos navios, para reforço e modernização da frota da Transtejo e Soflusa, cada um com um valor unitário estimado em cerca de 5 milhões de euros. Sendo que, para além deste estudo financeiro, está também implicado um estudo ambiental.

“O transporte fluvial desempenha um papel fulcral cuja preponderância deverá ser aumentada, nomeadamente através do robustecimento da universalidade ao seu acesso e da melhoria da qualidade do serviço prestado”, defende a moção, que foi apresentada pelo Partido Socialista.

Em 2017 o grupo Transtejo e Soflusa, que emprega 440 trabalhadores, assegurou a travessia fluvial de cerca de 9 milhões de passageiros, nas carreiras da Soflusa, aos quais se somaram mais 8 milhões nos percursos da Transtejo.

“Na prática, este módulo fluvial é indispensável na jornada de milhares de alunos, trabalhadores e empresários que dependem deste transporte todos os dias”, salienta a moção, que será agora entregue ao Governo, mais concretamente ao primeiro-ministro, ao ministro do ambiente e ao secretário de estado dos transportes, aos grupos parlamentares, aos presidentes dos concelhos executivos da AML e ao Grupo Transtejo e Soflusa, para que o investimento de 50 milhões de euros avance.

Na mesma reunião a CDU apresentou uma moção que propunha que a AMB exige-se “a recuperação da frota com a máxima urgência”, assim como o reforço de verbas, a concretização de um plano de renovação, o aumento dos horários, colocando embarcações de madrugada e procurando quebrar o isolamento do Barreiro, admissão de trabalhadores necessários à operação e informação sobre o estudo de viabilidade.

A proposta da CDU foi reprovada com os votos contra do PS, PSD e MCI. A favor votaram a CDU, BE e PAN.

A Transtejo é a empresa responsável pelas ligações do Seixal, Montijo, Cacilhas e Trafaria/Porto Brandão com Lisboa, enquanto a Soflusa faz a ligação entre o Barreiro e a capital portuguesa.

Comentários

- Pub -