Panfleto

0
61
visualizações

Havia semente para dar essas uvas, limitamo-nos ao escasso que conhecemos: no sábado, 10 deste mês, na SIM (Sociedade de Instrução Musical), onde a Junta de Freguesia em articulação com outros órgãos autárquicos e a comunidade associativa local comemorou o 90º Aniversário da instituição da Freguesia da Quinta do Anjo – acto histórico que contemplou no mesmo dia a do Pinhal Novo -, por olharmos o tecto lá vimos inscrito 1921, ano da sua fundação (havendo antecedentes, de antes de 1910 a 1919, período de agrupamento e banda de jovens a surgirem e, porque a 1ª Grande Guerra os levou para França, ressurgirem).
Ocorreu-nos logo o São Domingos Futebol Clube, no Jardim de Palhais, Quebedo, em Setúbal, que paredes à vista, no exterior, dá a conhecer esse mesmo ano como também o da sua criação, calhando (vá lá agora escrever: ocasionalmente) com a do Partido Comunista Português (“não há dois sem três”, mas acautelámos logo de início o risco do pretensiosismo, e mesmo abuso, certo?)
Já não se percorrem ruas, avenidas, largos e praças, um pouco por toda a parte, que não seja visível, resultado da militância, a propaganda à Conferência que o PCP promove a 24 e 25 próximos, em Lisboa, “II Centenário do Nascimento de Karl Marx, Legado, intervenção, luta. Transformar o Mundo” (pcp.pt /karlmarx /conferencia).
Far-se-à num ponto alto da capital, a metros de subida para o Castelo que intercomunicou com os fumos soltos de fogo postado (almenara) no de Palmela, lá onde Nuno Álvares Pereira, Condestável mensageiro, deu força ao Mestre de Avis, cercado em Lisboa pelos castelhanos, para o arranque libertador de Portugal da ocupação espanhola, em 1384. Se não viesse a propósito o que é óbvio, não poderíamos escrever: na Voz do Operário.
Lá também, no interior e a encimar a larga porta de acesso ao Grande Salão de Festas, outras datas perduram, as marcadas pela palavra de ordem: “trabalhadores uni-vos”.
Grosso modo a meio século do século XX, assim terminava o “Manifesto do Partido Comunista”, de Marx e Engels, “Proletários de todos os países, uni-vos!”

- Pub -

Queremos a sua opinião!