Festival Trojan Horse was a Unicorn deixa Tróia e Setúbal para instalar-se em Malta

0
103
visualizações

André Luís, mentor do festival, garante que mudança não está relacionada com falta de apoio ao evento. THU tem sido apoiado pelos municípios de Setúbal e Grândola

A próxima edição do festival Trojan Horse was a Unicorn (THU), dedicado à indústria do entretenimento digital, vai ter lugar em Malta, de 24 a 29 de Setembro, depois de cinco edições em Tróia e Setúbal.

“Vamos para a cidade de Valleta, em Malta, pela necessidade de se internacionalizar, de crescer. Não é por Portugal não ter apoiado [o festival], porque apoiou. Mas, para a estratégia do projeto, sentíamos que havia a necessidade de ‘dar o pulo’ e de procurarmos, para a própria experiência do evento, uma nova localização para fazermos coisas novas”, disse à agência Lusa o criador do festival, André Luís.

- Pub -

“Estávamos em Setúbal há cinco anos e a ideia do projeto sempre foi mudar de três em três anos. O evento foi evoluindo e Malta, onde já se realizaram filmes como o ‘Titanic’ e o ‘Gladiador’, entre outros, pretende ser um centro de educação e de produção da indústria de entretenimento digital”, acrescentou André Luís, reiterando que a mudança é uma opção estratégica, que nada tem a ver com uma eventual falta de apoio das autoridades portuguesas.

André Luís reconhece que a indústria do entretenimento digital ainda não tem expressão em Portugal, mas acredita que o THU deu um contributo importante para o crescimento futuro deste setor em Portugal.

“Mostrámos que era possível fazer algo numa indústria que não existe em Portugal. Esperamos que o trabalho feito possa ser continuado. A Secretária de Estado do Turismo tem ido aos Estados Unidos procurar apoios internacionais e tem procurado evidenciar que Portugal é um belíssimo destino para filmar, e eu quero acreditar que o THU ajudou a abrir algumas portas”, disse.

Durante os cinco anos em que se realizou na península de Troia, com o apoio das câmaras municipais de Setúbal e de Grândola, o THU ganhou prestígio internacional e já é considerado como o evento do género que apresenta o principal cartaz, com a presença de alguns dos melhores profissionais desta nova indústria, segundo o fundador.

O comunicado hoje divulgado pela organização adianta que “THU está empenhado em ajudar a criar e desenvolver um ecossistema que permita que a comunidade cresça em Malta, colaborando com instituições como a Universidade de Malta e a Faculdade de Artes, Ciências e Tecnologia de Malta, ajudando-as a afirmarem-se internacionalmente no campo da educação”.

O THU “encontra-se ainda ativamente envolvido na construção de uma incubadora criativa mundial que irá permitir que artistas desenvolvam e promovam os seus projetos criativos nas áreas das artes digitais, AR/VR, animação 3D, ‘motion graphics’ e filmes”.

Para este ano, de acordo com o comunicado, estão confirmadas as presenças de Shannon Tindle, artista com trabalho desenvolvido com produtoras como Dreamworks, Disney e Universal Studios, que conta projetos como “Coraline” e “Kubo and the Two Strings.

O autor luso-americano de banda desenhada Joe Madureira, criador da série “Battle Chasers”, é outro nome adiantado para a edição deste ano.

Lusa

Foto: CMS

- Pub -

Queremos saber a sua opinião.