Câmara de Palmela aprova subsídios a colectividades locais

0
132
visualizações

Apoios a associações, de reformados e jovens, e aos bombeiros, para pagamento a efectivos permanentes foram aprovados por unanimidade

- Pub -

A Associação dos Idosos e Reformados da Freguesia do Poceirão (AIRP) vai receber 2.500 euros da Câmara Municipal de Palmela. O apoio financeiro foi aprovado na última reunião pública da autarquia e destina-se a comparticipar as despesas decorrentes da aquisição de uma viatura por parte da associação.

“Os diferentes serviços prestados ao domicílio exigem que a associação percorra diariamente longas distância com as viaturas, tendo em conta que o seu território de intervenção caracteriza-se pela ruralidade e pelo povoamento disperso com habitações em distam em vários quilómetros do Centro de Dia do Forninho, estimando-se que cada uma das quatro viaturas afectas à associação percorra, diariamente, entre 60 a 80 quilómetros, o que representa elevados custos para esta instituição particular de solidariedade social”, explicou Adilo Costa, vereador da Acção Social e Saúde.

Segundo o autarca da CDU, na AIRP, há “a necessidade de reforçar os recursos da entidade para uma melhor resposta junto das pessoas idosas que se encontram numa situação de maior fragilidade social ou isolamento, de modo a garantir toda a qualidade nos serviços prestados, quer no serviço de apoio domiciliário, quer em centro dia”.

A edilidade aprovou ainda outras ajudas financeiras, mas, ao contrário da comparticipação pontual referida anteriormente, trata-se de apoios que já são atribuídos anualmente.

Cada uma das Associações Humanitárias dos Bombeiros do concelho (Aguas de Moura, Palmela e Pinhal Novo) vai receber 16.124 euros para comparticipação dos grupos de bombeiros permanentes, além de uma comparticipação para custear as despesas com os seguros das viaturas de emergência.

Outros dois apoios financeiros foram atribuídos no âmbito da 23.ª edição do projecto ‘Março a Partir’. 4.100 euros para a Associação Juvenil Odisseia e 900 euros para a Associação Juvenil COI.

Segundo Luís Calha, vereador da Cultura e da Juventude, o ‘Março a Partir’ “assume claramente os objectivos de promoção e divulgação do associativismo, projectos e actividades juvenis ou com interesse juvenil junto da população do concelho de Palmela, bem como a promoção da participação juvenil, incentivando os jovens a desenvolverem projectos de acordo com os seus interesses, conhecendo todas as fases da sua concretização e responsabilizando-os no projecto”.

O vereador destacou também “o estímulo do espírito associativo que, entre os jovens, pode resultar na criação de novos grupos organizados ou informais ou novos membros para os grupos já existentes”.

Todas as propostas de atribuição de apoios financeiros foram aprovadas por unanimidade, entre CDU, MIM, PS e PSD/CDS. Além destas, e também com consenso geral, foram aprovadas outras propostas, como a expropriação para a realização da obra de regularização da Ribeira da Salgueirinha, a participação municipal na constituição da Associação Universidade Sénior de Palmela, a regularização extraordinária de vínculos precários de três funcionárias, o Contrato-Programa de Desenvolvimento Desportivo entre o Município de Palmela e a Associação de Ciclismo do Distrito de Setúbal.

A aceitação de doações de quatro empresas num total de sete mil euros e a qualificação da empresa de engenharia e construção Alberto Couto Alves, SA para fazer a intervenção que de contenção das encostas do Castelo de Palmela foram outras deliberações municipais.

 

 

- Pub -

Queremos saber a sua opinião.