Câmara de Sesimbra apresenta candidatura para reabilitação do Cabo Espichel

0
98
visualizações

Depois de formalizada a aquisição da Ala Norte do Santuário do Cabo Espichel, a Câmara Municipal de Sesimbra submeteu, no final de 2017, uma candidatura ao Plano Operacional Regional de Lisboa 2020, para a reabilitação do Santuário de Nossa Senhora do Cabo Espichel.
“A candidatura, que se encontra associada às propostas apresentadas no Pacto de Desenvolvimento e Coesão Territorial da Área Metropolitana de Lisboa, está orçada em 620 mil euros e pode vir a ser comparticipada em 50% pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional”, adiantou a autarquia de Sesimbra.
Esta operação, segundo o município, tem como objectivo “valorizar este local emblemático, através da intervenção em alguns dos seus espaços e, ao mesmo tempo, melhorar as condições de visita ao conjunto, tanto no edificado e em áreas públicas de utilização comum, como na organização dos circuitos de acessibilidade e qualificação de estruturas musealizadas”.
Neste âmbito, estão englobadas a recuperação e restauro do troço aéreo do aqueduto e do seu sistema hidráulico, a ligação do cercado da Casa da Água e do Horto ao terreiro do santuário, o reordenamento do estacionamento junto à entrada do farol e o espaço de visitação envolvente à Casa da Água, horto e tanques, promovendo ainda a recuperação de espaços edificados, estruturas funcionais, motivos arquitectónicos e zonas de acesso, “de modo a assegurar a conservação do património, reforçar a sua atractividade turística, e valorizar a sua inclusão na centralidade Arrábida”.
“Tal como aconteceu na obra de reabilitação da Casa da Água, estas intervenções terão acompanhamento arqueológico”, conclui a autarquia de Sesimbra.

- Pub -

Queremos saber a sua opinião.