Carnaval de Sines já está em contagem decrescente

0
267
visualizações

Com um orçamento de 50 mil euros, o Carnaval de Sines volta a mostrar a simpatia das gentes da terra que emprestam o seu conhecimento na construção de uma festa com mais de 90 anos.

- Pub -

Sines está em contagem decrescente para o Carnaval que sai à rua, entre os dias 11 e 14 de fevereiro, e a azáfama é grande no atelier onde, por estes dias, se ultimam os preparativos para a grande festa que arranca, na próxima sexta-feira, dia 9 de fevereiro com o desfile do Carnaval dos Pequeninos.

É ao ritmo do samba que os obreiros do Carnaval de Sines trabalham. A música que sai das empoeiradas colunas aquece as noites frias das últimas semanas, no recuperado espaço do atelier, numa das zonas de industria ligeira da cidade, onde dezenas de pessoas se juntam em nome da tradição carnavalesca.

Este ano, o Carnaval mudou de mãos, enfrenta uma crise financeira, mas vai sair à rua mantendo os desfiles na avenida General Humberto Delgado durante os três dias de folia. “Tivemos dois meses e meio para arrancar com o Carnaval e o primeiro mês e meio foi para recuperar todo o atelier onde não havia uma janela, canalizações e um fio elétrico. Só este mês é que estamos a construir os carros mas acho que vai estar tudo pronto a tempo para fazer brilhar a nossa avenida”, explicou Rui Encarnação, presidente da nova direção do Carnaval de Sines.

Entre costureiras, construtores e ajudantes, Rui Encarnação contabiliza um total de 150 pessoas que trabalham, sem descanso, os materiais que dão brilho, luz e cor aos desfiles carnavalescos. Barcos piratas, mariachis, robots, instrumentos musicais, são alguns dos elementos que vão ganhando vida no espaço onde tudo se constrói do zero.

A cada ano temos uma ideia e, este ano, não fugiu à regra (…) todos os dias este grupo de seis pessoas encontra-se para dar vida ao projeto”, conta António Brás, porta-voz do grupo Brigada da Alcagoita. Com quarenta elementos para brincar ao Carnaval, o responsável do grupo diz que as expetativas são elevadas. “Isto por tradição é sempre até à ultima da hora mas espero um grande Carnaval por ser um ano de mudança”, acrescentou.

O tema é livre mas terá em conta as “origens” do Carnaval de Sines. “Não vou desvendar como estão os carros mas posso dizer que vamos poder ver entre 1500 a dois mil participantes a desfilarem na avenida ao longo dos três dias, sendo que a segunda-feira à noite é a que tem mais aderência de grupos foliões”. Ao desfile juntam-se “à volta de 25 carros entre alegóricos, foliões, plataformas” e três escolas de samba.

Com um apoio financeiro da Câmara Municipal de Sines, de 50 mil euros, o responsável reconhece a existência de “penhoras” em nome da associação mas diz que este é o ano “em que se está a construir bases para que se consiga ter um carnaval mais equilibrado, com mais vontade e mais ajuda do povo”. Para isso, contam igualmente com a ajuda do comércio local e com as receitas da bilheteira. “O nosso objetivo é limpar a divida do Carnaval e a imagem desta associação. Este ano, o valor das bilheteiras será para cobrir uma parte dessa divida e tentar pagar aos comerciantes”, acrescentou.

Além dos desfiles, há um programa paralelo que arranca no próximo sábado, 10 de fevereiro, com a apresentação dos Reis do Carnaval e um desfile de carnaval pelo centro histórico da cidade, com o grupo de percussão Skala Batuka, que termina com uma festa de carnaval no Salão da Música. Na segunda-feira, 12 de fevereiro, vai haver Futebol Trapalhão, às 15h00, no Estádio Municipal de Sines.

A tolerância de ponto na terça-feira de Carnaval vem ajudar ao sucesso do evento e Rui Encarnação espera muita afluência de visitantes. “Não temos uma previsão da aderência das pessoas porque não temos uma base por onde nos guiar mas espero conseguir reunir o maior número de visitantes”, concluiu. 

O Carnaval de Sines sai à rua no domingo e terça-feira à tarde (15h30) e, na segunda-feira, à noite (21h00). 

Os bilhetes para os desfiles na Avenida General Humberto Delgado, custam 4 euros/dia e 9 euros para os três dias de folia. O valor para os três dias de baile são 10 euros.

- Pub -

Deixe uma resposta