Joaquim Santos promete manter luta até à inauguração do hospital do Seixal

1
88
visualizações

O presidente da Câmara Municipal do Seixal, Joaquim Santos, considerou hoje que “foi dado mais um passo para que o hospital do Seixal seja uma realidade”, face à autorização da tutela para lançamento do concurso para concepção e projecto da unidade, publicada esta segunda-feira em Diário da República. No entanto, prometeu continuar a lutar até que o equipamento entre em funcionamento.

- Pub -

“Foi um passo fundamental para que se dê início aos projectos, contudo, só terminaremos esta luta no dia em que inaugurarmos este equipamento”, disse o autarca aos jornalistas, reforçando: “Continuaremos a reivindicar a construção do hospital como temos vindo a fazer desde 2001, pois a população do concelho merece ter os melhores cuidados de saúde.”

O autarca sublinhou ainda que o município tudo irá fazer “para que se consigam encurtar os prazos de construção do hospital” e revelou que já solicitou “uma reunião ao presidente da ARSLVT” para aferir dessa possibilidade. Ao mesmo tempo, confessou que a autarquia convidou o ministro da Saúde a ir ao concelho lançar o projecto.

Joaquim Santos lembrou também que “terminou em Dezembro a Campanha 1 Voto pelo Hospital no Seixal que durante dois anos percorreu equipamentos municipais, associações, colectividades, farmácias e instituições, e que permitiu à população votar pelo hospital no Seixal, reunindo 40 mil votos” que serão entregues ao ministro da Saúde.

O Hospital do Seixal representa um investimento total de 60 milhões de euros e vai permitir descongestionar o Hospital Garcia de Orta, que foi projectado para servir 150 mil habitantes e que serve actualmente 450 mil residentes nos concelhos do Seixal, Almada e Sesimbra.

- Pub -

1 COMENTÁRIO

  1. Se o novo aeroporto vem para Montijo é urgente pensar num novo hospital e, entretanto, melhorar as valências do actual, porque é preciso perceber que “isto anda tudo ligao”.

Deixe uma resposta