Órgãos sociais da Associação das Colectividades de Setúbal empossados

0
55
visualizações

Reforçar o papel e importância do movimento associativo local é o objectivo da nova estrutura, que já conta com mais de quatro dezenas de membros

- Pub -

Os órgãos sociais da nova Associação das Colectividades do Concelho de Setúbal foram empossados na última quinta-feira, em cerimónia realizada no Salão Nobre da Câmara Municipal. Nuno Soares preside à primeira direcção da associação, uma estrutura descentralizada e autónoma da Confederação Portuguesa das Colectividades de Cultura, Recreio e Desporto, que nasceu de um processo participado, visando assegurar a participação do maior número possível de estruturas associativas do concelho sadino.
Durante a cerimónia, o vice-presidente da autarquia, Manuel Pisco, realçou a importância das associações e colectividades locais, que, lembrou, continuam a constituir um importante promotor da cidadania e a ser a melhor escola de formação de cidadãos.
O autarca reforçou que a Câmara Municipal de Setúbal mantém a total disponibilidade para apoiar tanto o movimento associativo, dinamizador da cultura, do desporto, da formação cívica e intelectual, como a nova associação representativa dos interesses das colectividades setubalenses.
Já Nuno Soares salientou que a tomada de posse dos órgãos sociais foi o culminar de um processo longo, iniciado em Julho de 2016 por uma comissão instaladora, com estatutos aprovados em Julho de 2017 e eleições em Dezembro do mesmo ano.
“A prioridade é reforçar a coesão do movimento associativo e fazer um diagnóstico e um levantamento das necessidades das colectividades e associações”, disse o presidente da nova associação, apontando assim os primeiros passos a dar pela nova estrutura que, actualmente, conta já com mais de quatro dezenas de membros.
“Procurar trazer para a Associação das Colectividades do Concelho de Setúbal um maior número de associados, sejam associações e colectividades confederadas ou não, com base numa política de proximidade e parceria” é, reforçou Nuno Soares, a estratégia inicial a adoptar.
A nova estrutura pretende valorizar o movimento associativo popular, promover a cooperação e a rentabilização de meios e recursos, apoiar as associações em assuntos de contabilidade, fiscalidade e direito, formar dirigentes associativos e estabelecer parcerias para um trabalho e interesse conjuntos.
A tomada de posse contou com as participações do presidente da Confederação Portuguesa das Colectividades de Cultura, Recreio e Desporto, Augusto Flor, e de representantes das associações das colectividades dos concelhos do Barreiro, de Almada e de Lisboa. Representantes da Federação das Colectividades do Distrito de Setúbal, da Federação Portuguesa dos Jogos Tradicionais e das cinco juntas de freguesia do território setubalense também marcaram presença.

Mesa da Assembleia
Presidente – Alcides Soares – Grupo Desportivo “Os Amarelos”
Vice-presidente – João Palongo – Sociedade Recreativa e Musical União Setubalense –
Secretário – Margarida Rodrigues – ARTISET

Direcção
Presidente – Nuno Soares – Associação dos Acordeonistas de Portugal
Vice-presidente – Madalena Costeira – Grupo Desportivo Independente
Vice-presidente – Miguel Aleixo – São Domingos Futebol Clube
Tesoureiro – Vera Godinho – Sport Clube do Sado
1.º Secretário – Arnaldo Alegrias – Clube Desportivo e Recreativo Águias de São Gabriel
2.º Secretário – Francisco Picanço – Clube Desportivo Palhavã
Vogal – Pedro Patas – Núcleo Recreativo e Desportivo “Ídolos da Praça”
Vogal – Joaquim Lopes – Grupo Desportivo Setubalense “Os 13”
Vogal – António Carvalho – Centro Desportivo Cultural Brejos de Azeitão

Conselho Fiscal
Presidente – Carlos Branco – Bombeiros Voluntários de Setúbal
Secretário – Álvaro Tavares – Centro de Cultura e Recreio Francisco Rodrigues Lobo
Relator – Rosalina Neves – Grupo Desportivo e Recreativo O Sindicato

- Pub -

Deixe uma resposta