PS: Paulo Lopes ganha em Setúbal, Marco Teles no Seixal e Cristóvão Rodrigues em Sesimbra

1
367
visualizações

Nas concelhias de Setúbal, Seixal e Sesimbra, as únicas onde havia duas listas, ganhou a tendência que já lá estava e saíram derrotados os candidatos mais próximos da distrital. Mas a Federação, com as outras 10 concelhias, continua “em paz”, (quase) sem oposição

- Pub -

 

Nas eleições para as concelhias do PS, no distrito de Setúbal, que se realizaram este fim-de-semana, as três em que havia duas listas concorrentes foram ganhas por Paulo Lopes, em Setúbal, Marco Teles, no Seixal, e Cristóvão Rodrigues, em Sesimbra.

Em Setúbal, Paulo Lopes, que se recandidatou a um segundo mandato, derrotou António Caracol por 15 votos de diferença, tendo vencido todas as quatro secções. Paulo Lopes obteve 183 votos, contra 168 de António Caracol e ganhou as secções de Setúbal, dos trabalhadores da Câmara Municipal de Setúbal, do sector da Saúde e a de Azeitão. Nesta ultima secção a diferença foi de apenas três votos.

Com estes resultados, o presidente reeleito do PS Setúbal fica com 30 membros na comissão politica da concelhia, tendo António Caracol elegido 27 lugares. A vantagem de Paulo Lopes será reforçada com dois autarcas que tem assento neste órgão local por inerência.

O presidente reeleito do PS Setúbal admite que foi uma “luta interessante” e assegura estar preparado para a nova realidade interna. “É um novo cenário, mas estou confiante que vamos ter um partido mais forte”, disse Paulo Lopes ao DIÁRIO DA REGIÃO.

O líder do PS sadino, que já tinha apoiado António Mendes para presidente da Federação Distrital de Setúbal, já manifestou entretanto vontade de apoiar agora a recandidatura do secretário de Estado.

No Seixal, o vencedor foi Marco Teles, com 205 votos, que derrotou Gil Costa, que obteve 156 votos. O presidente reeleito tinha sucedido, no mandato anterior, a Samuel Cruz.

No Seixal, a lista A, de Gil Costa, elegeu 18 membros e a lista B, de Marco Teles, 23 membros para a comissão politica concelhia, tendo nas freguesias de Amora e Corroios ganho a lista A e na União de Freguesias Seixal e Fernão Ferro vencido a lista B.

Em Sesimbra, Cristóvão Rodrigues, ganhou a João Capítulo. O novo presidente sucede a Manuel José Pereira, que não se recandidatou a líder mas integra a lista de Cristóvão Rodrigues.

Nestas três concelhias em que houve disputa eleitoral, os candidatos mais próximos da actual liderança distrital foram derrotados, tendo os militantes preferido manter as tendências existentes nestas estruturas locais.

Ainda assim, o panorama regional é de forte apoio à liderança de António Mendes na Federação Distrital com todas as outras 10 concelhias “alinhadas”.

Mesmo nas três que não eram apoiantes de António Mendes, o clima é agora de concordância. Paulo Lopes, de Setúbal, já manifestou apoio à recandidatura de António Mendes e o mesmo deverá acontecer no Seixal, onde a concelhia também já apoiou o líder distrital há dois anos.

As maiores concelhias do PS no distrito são, de acordo com a participação nestas eleições, Seixal, Setúbal, Almada e Barreiro. Seixal e Setúbal contaram com mais inscritos nos cadernos eleitorais do que Almada pelo facto de haver dois candidatos.

Em Almada foi eleito José Ricardo, presidente da Junta da Freguesia da Costa da Caparica, que sucede como líder local a Francisca Parreira, que é agora vereadora na Câmara Municipal de Almada.

No Barreiro foi reeleito o deputado André Pinotes Batista, que obteve a maior participação de todas as concelhias que foram a votos, tendo obtido 226 votos o que corresponde a cerca de 97%.

Na Moita foi reeleito Carlos Albino e, no Montijo, foi igualmente reeleito Nuno canta, o presidente da Câmara Municipal que nestas eleições reforçou a maioria na autarquia.

Em Palmela foi reeleito Raúl Cristóvão, em Alcácer do Sal foi eleito Rui Damião, que sucede a José Caetano Clemente.

Em Santiago do Cacém o presidente do PS local é Óscar Ramos e, em Sines, a eleita é Sofia Araújo, a deputada, que sucede a Fernando Ramos.

Nas concelhias de Alcochete e Grândola as eleições só se realizam em Março, na altura das eleições para a Federação Distrital de Setúbal, que devem ser a dia 09. Fernando Pinto e Pedro Ruas devem ser recandidatos a Alcochete e Grândola, respectivamente.

O congresso distrital será no dia 24 e a Federação vai escolher esta segunda-feira (22) a comissão organizadora.

Já a eleição do secretário-geral do PS e delegados é a 11 Maio, estando o Congresso Nacional, na Batalha, marcado para 25,26 e 27 de Maio. Eurídice Pereira, deputada por Setúbal, integra a comissão organizadora do congresso

- Pub -

1 COMENTÁRIO

  1. Solicitava a rectificação do seguinte texto;
    “No Seixal, a lista A, de Gil Costa, elegeu 18 membros e a lista B, de Marco Teles, 23 membros para a comissão politica concelhia, tendo nas freguesias de Amora e Corroios ganho a lista A e na União de Freguesias Seixal e Fernão Ferro vencido a lista B.”

    Efetivamente a Concelhia do Seixal é composta por 57 elementos, resultando das ultimas eleições o seguinte:
    Lista A 24 membros Lista B 33 membros e mais duas inerências.
    Informa-se ainda que a Comissão Politica Concelhia do Seixal, fazem parte 6 elementos da JS com direito a voto.
    Obrigado

Queremos saber a sua opinião.