GNR do Montijo desmantela rede de tráfico de droga que operava na região

0
258
visualizações

Foram detidos sete homens e duas mulheres, com idades entre os 17 e 40 anos, e apreendidas quase sete mil doses de droga e duas viaturas, entre outro material. Megaoperação envolveu cerca de cem elementos de várias forças de autoridade

Cerca de cem elementos participaram numa operação, desencadeada há quase um ano pela GNR do Montijo, que culminou ontem com o desmantelamento de uma rede de tráfico de droga que operava em vários pontos da região. Foram detidos nove elementos e apreendidas mais de seis mil doses de estupefacientes, no decurso de várias buscas.

- Pub -

“Na operação, desencadeada durante o dia de hoje [10 Janeiro], foram efectuadas oito buscas domiciliárias, oito buscas não domiciliárias e cumpridos sete mandados de detenção fora de flagrante delito, tendo contado com um total de cerca de cem elementos policiais”, revelou a GNR em comunicado, adiantando que “no total foram detidos sete homens e duas mulheres, por tráfico de estupefacientes, com idades compreendidas entre os 17 e os 40 anos”.

A investigação, explica a GNR, “decorria há cerca de um ano e visava um grupo de indivíduos, que actuava em rede, fazendo do tráfico de estupefacientes o seu modo de vida, operando desde o local de aquisição, na área metropolitana da grande Lisboa, até à distribuição nas localidades de Camarate, Montijo, Alcochete, Pinhal Novo e Vendas Novas”.

Na sequência das buscas efectuadas, foram apreendidas “6 654 doses de haxixe; 156 doses de folhas de cannabis; 150 sementes de plantas de cannabis; uma estufa de cultivo e todo o material que a constitui (aquecedores e extratores), com 16 plantas de cannabis em crescimento; dois veículos automóveis; duas armas de fogo, calibre 6.35mm; uma espingarda de pressão de ar, calibre 5,5mm; 14 munições, calibre 6.35mm; 15 telemóveis; diverso material informático; e 5 700 euros, em numerário”.

A operação empenhou diversos destacamentos do Comando Territorial de Setúbal e contou com o apoio do Grupo de Intervenção de Operações Especiais e do Grupo de Intervenção Cinotécnico, ambos da Unidade de Intervenção, e da Policia de Segurança Pública.

Os detidos serão presentes, esta quinta-feira, a primeiro interrogatório judicial, no Tribunal do Barreiro.

- Pub -

Queremos saber a sua opinião.