Raríssimas elegeu hoje uma nova direcção

1
78
visualizações

Uma lista de pais de utentes e funcionários da associação Raríssimas foi hoje eleita para a direcção da instituição, de forma a substituir a equipa da ex-presidente Paula Brito da Costa, que foi afastada por suspeita de gestão danosa.

A Assembleia-Geral Extraordinária da Raríssimas, que decorreu hoje no salão dos Bombeiros Voluntários da Moita, ao lado da Casa dos Marcos, onde funcionam os serviços da instituição, elegeu a lista liderada por uma socióloga do trabalho e mãe de uma menina de três anos com uma doença rara, Sónia Laig.

- Pub -

Três funcionários da associação e uma mãe e um pai de crianças assistidas na Casa dos Marcos, na Moita, estão também na lista aprovada pelos associados.

Perante os cerca de 30 membros reunidos no salão dos Bombeiros Voluntários da Moita, Sónia Laig afirmou estar “dedicada de corpo e alma” e defendeu que a equipa que apresentou fará tudo o que puder “para salvar a associação e continuar a dar às pessoas a resposta que precisam”.

Para vice-presidente da instituição foi proposta Mafalda Costa, também mãe de um utente, Rui Pedro Ramos para tesoureiro, actualmente fisioterapeuta na Raríssimas, e para secretário António Veiga, psicólogo na casa dos Marcos.

Na lista estão ainda Fernando Alves, reformado e pai de uma criança com doença rara, e Rosália Santos, que ficará como vogal suplente.

A Assembleia-Geral elegeu ainda por voto secreto a nova presidente do Conselho Fiscal, Ana Paula Soares, que é directora de recursos humanos e mãe de um menino com doença rara.

Comentários

- Pub -