Vítor Hugo Valente vence eleições com 90% dos votos e toma posse no Vitória

0
4
visualizações

Vítor Hugo Valente, candidato da lista A (única que se apresentou a sufrágio, após a desistência de António Santos), foi na quinta-feira à noite, 21, eleito e empossado como presidente da direção do Vitória de Setúbal para completar o mandato de 2017-2020, que tinha sido interrompido pela demissão de Fernando Oliveira do cargo a 21 de Novembro. Num total de 1018 votos contabilizados num universo de 5761 sócios, o advogado, de 57 anos, recolheu 913 (90 por cento), tendo-se registando 70 brancos e 35 nulos.

Ao contrário do que aconteceu em eleições anteriores, o novo presidente, que votou às 13:40, tomou posse, tal como determinam os estatutos, no pavilhão Antoine Velge, pouco depois de Fernando Cardoso Ferreira, líder da Assembleia Geral, ter anunciado os resultados da votação, momento em que os cerca de 200 adeptos presentes no recinto, que chegaram a contestar a demora da mesa – ouviram-se gritos de “demissão” dirigidos a Cardoso Ferreira – em revelar os números finais [devido à espera pelos livros de actas], celebraram de forma efusiva.

- Pub -

Depois de quase ter ‘tropeçado’ em José Couceiro, que votou volvidos poucos minutos, Vítor Hugo Valente deixou aquela que considera ser a mensagem mais importante a transmitir aos associados nesta altura. “Hoje (quinta-feira, 21) é o dia dos sócios, a partir de amanhã (sexta-feira, 22) começamos outras lutas. Estamos preparados e temos uma equipa capaz de as enfrentar. Não me canso de dizer que precisamos dos sócios. Só com eles conseguiremos resolver os problemas do Vitória. Estamos a virar uma página, o passado já está na página anterior. Os sócios vão servir de motor para esta mudança que nós queremos: fazer um clube com os sócios e para os sócios”.

Vitória e Braga jogam sexta-feira, 22 (20h30) no Bonfim:

Sadinos a um triunfo da ‘final four’ da Taça da Liga

O Vitória defronta esta sexta-feira, 20h30, no Bonfim, o Sp. Braga, em jogo da 2.ª jornada da Taça da Liga. Caso vençam, os sadinos, que viram na quarta-feira Benfica e Portimonense empatarem (2-2), garantem o 1.º lugar do grupo e repetem a presença na final-four da competição. O treinador José Couceiro disse que para terem êxito, a equipa terá de se superar. ““Se quisermos vencer teremos de ser o melhor Vitória da época”.

Vitória e Braga reencontram-se três meses e meio depois de os sadinos terem vencido (2-0) na Liga NOS. “Quando o jogo começar ninguém se lembrará disso. Temos a mesma ambição, o mesmo querer e representamos clube que é o quarto com mais história nas Taças”, lembra José Couceiro, frisando que “aí o Vitória não está em desvantagem”. Arnold recuperou de lesão e vai a jogo, enquanto Willyan permanece em dúvida. José Semedo, Adebanjo, Vasco Costa e Yannick Djaló (lesionados) continuam de fora.

- Pub -

Deixe uma resposta