Assembleia Geral exclui lista de Vítor Hugo Valente das eleições do Vitória

0
18
visualizações

O presidente da Mesa da Assembleia-Geral do Vitória de Setúbal anunciou sexta-feira a exclusão da lista candidata de Vítor Hugo Valente às eleições para a direcção, justificando a decisão pelo facto de ter sido cometido um “erro grosseiro”. Com esta decisão, tornada pública por Fernando Cardoso Ferreira em conferência de imprensa realizada no Estádio do Bonfim, António Santos, líder da outra lista que se apresentou quinta-feira a sufrágio, é o único concorrente às ato eleitoral marcado para 21 de Dezembro.

- Pub -

De acordo com o líder da AG, a lista apresentada pelo advogado Vítor Hugo Valente, ex-presidente da SAD vitoriana, tinha uma “irregularidade” que não é passível de rectificação. “Constatou-se que o candidato a director, Luís Jacob, se identificou com um número de sócio, 1217, que corresponde a sócio empresa, a saber, Luís Jacob, Unipessoal, Lda. Tal como determinam os estatutos, o sócio empresa não pode ser eleito para os órgãos sociais. A circunstância de um candidato ser inelegível configura uma irregularidade insuprível”, frisou.

Na conferência, marcada pela contestação de alguns adeptos ao facto de não terem podido entrar na sala, Fernando Cardoso Ferreira, que por precaução pediu que fosse chamada a polícia, que chegou ao local pouco depois, recusa responsabilidade na exclusão da lista. “Quem cometeu o erro não foi o presidente da Assembleia-Geral, mas a lista que o fez de forma grosseira. Erro terrível não foi nosso. Não queremos que haja inversão do ónus da responsabilidade”, disse.

O dirigente, que lamentou a “pressão brutal” que tem sido exercida nos últimos dias sobre os órgãos sociais em funções, assegurou estar tranquilo em relação à decisão tomada, recusando a acusação de parcialidade. “A tranquilidade é tal em relação à decisão que as duas listas que se apresentaram proclamaram que iriam promover uma assembleia para destituir a mesa AG. Não estamos a fazer a um favor a ninguém”, disse.

Vítor Hugo Valente e António Santos, que no mês de Março tinham sido derrotados pelo presidente demissionário sadino Fernando Oliveira, foram os únicos a apresentar listas candidatas à presidência da direção do Vitória de Setúbal, em ato eleitoral que está agendado para 21 de Dezembro, mas, com a exclusão do primeiro, apenas António Santos concorre ao mesmo.

- Pub -

Queremos saber a sua opinião.