MONTIJO | Estrela Afonsoeirense aposta forte no desporto e na solidariedade

Local B Sociedade Sociedade B

Clube já tem 90 jovens atletas, distribuídos por quatro equipas, a praticarem futebol de forma gratuita. Nas camisolas, ao invés de patrocínio, apresenta o logótipo do “Sol dos Meninos”, a solicitar ajuda para este centro de acolhimento temporário de crianças em risco

O Estrela Futebol Clube Afonsoeirense tem, actualmente, cerca de 90 crianças distribuídas por quatro equipas – escalões de traquinas, benjamins, infantis e iniciados – a praticarem futebol de forma gratuita.

Trata-se de um projecto especial, que alia a componente desportiva e educacional à solidariedade, conforme explicou ao DIÁRIO DA REGIÃO o vice-presidente do clube, Gabriel Potra.

“O objectivo do nosso projecto é poder dar uma actividade gratuita às crianças, algumas carenciadas , outras estão ligadas a instituições de solidariedade, como o ‘Sol dos Meninos’ [do Centro Social S. Pedro do Afonsoeiro], promovendo a prática desportiva federada nos escalões de formação, estando estas nossas equipas a disputar o campeonato distrital de Setúbal”, disse Gabriel, que, recorde-se, fez história para o atletismo nacional: foi Campeão Paralímpico, Campeão Mundial e recordista mundial, nos 400 metros, detendo ainda hoje o recorde europeu da referida distância.

Nas camisolas, ao invés de um patrocínio, o clube apresenta o logótipo do “Sol dos Meninos”, a solicitar ajuda para este centro de acolhimento temporário para crianças em risco.
“A ideia de associarmos o logótipo do ‘Sol dos Meninos’ partiu de uma empresa que em vez de ter o nome do seu café ‘Tal e Qual’ nas camisolas preferiu dar visibilidade à instituição, de modo a dar a conhecer e ajudar a mesma”, revelou, sublinhando: “Como clube humilde que somos sentimos orgulho em ajudar os outros.”

Equipa de Benjamins

Dar “visibilidade ao Estrela Futebol Clube Afonsoeirense e aos patrocinadores” que têm apoiado o clube tem sido também uma preocupação da direcção. Os apoios de associados, particulares, empresas, instituições, além dos pais dos jovens, tem sido fundamental para poder manter de pé um projecto que tem vindo a ganhar dimensão.

Equipa de Infantis

“Este projecto arrancou com maior força há cerca de três anos e tem vindo a crescer de ano para ano. Muito se deve à ajuda da Câmara Municipal do Montijo, à União das Freguesias do Montijo e Afonsoeiro, dos sócios, dos pais , de particulares e de empresas (como a Casa do Choco- Montijo; a OJC- Consultoria Empresarial; o Café “Tal e Qual”; a FuturoPneus; a Gelcoma; a Vestan; a Papelaria Kraft”; e Azeiteiro), que têm apoiado na aquisição de equipamentos e material desportivo”, concluiu o responsável, realçando que sem o contributo destes “não seria possível ao clube suportar todas as despesas inerentes à prática modalidade”.

Deixe uma resposta