Professor do IPS premiado pela Comissão Europeia por projecto inovador

Local Sociedade Sociedade B

Hugo Silva, docente do Instituto Politécnico de Setúbal (IPS), foi distinguido pela Comissão Europeia no âmbito dos Innovation Radar Awards 2017, enquanto investigador principal do projecto BITalino, que venceu na categoria de Industrial & Enabling Tech, anunciou hoje o IPS.

“A iniciativa, que visa identificar os mais inovadores e promissores projectos de investigação financiados pela União Europeia nas áreas das Tecnologias da Informação e Comunicação, premiou no total sete trabalhos, numa cerimónia que decorreu em Budapeste, Hungria, no passado dia 9”, revelou o IPS, salientando que o centro de investigação CATEC, de Espanha, “foi o vencedor principal, pelo trabalho desenvolvido na área de controladores de precisão para drones utilizados em tarefas de inspecção e manutenção”.

O BITalino foi o único vencedor de origem portuguesa e consiste numa “plataforma de desenvolvimento, composta por hardware de baixo custo e software de código aberto, que permite a qualquer pessoa desenvolver projectos e aplicações que incorporem sinais biomédicos, de forma fácil e rápida”.

Segundo o IPS, o projecto, onde se conjugam as áreas de fisiologia e tecnologia, distingue-se por disponibilizar, “em forma de kit tudo-em-um, os materiais necessários para adquirir sinais musculares, cerebrais, cardíacos, do sistema nervoso simpático e biomecânicos, entre muitos outros”. Assim, permite “democratizar” o uso das referidas ferramentas, antes “frequentemente inacessíveis fora do laboratório”, conforme explicou o professor da Escola Superior de Tecnologia de Setúbal (ESTSetúbal/IPS), citado pelo IPS.

Para Hugo Silva, o prémio representa “uma grande honra para todas as pessoas que contribuem e contribuíram para o projecto”, ao mesmo tempo que serve de “validação adicional” de que está “a avançar na direcção certa”.

Deixe uma resposta