Voluntários apanharam lixo na Praia da Rainha e de Albarquel [FOTOS]

SENSIBILIZAÇÃO. Voluntários dizem que já se nota mais civismo e que encontram menos lixo nas praias. (Fotografia: Diário da Região)
Local B Últimas C

Entre todo o lixo que continua a encontrar-se nas matas que rodeiam as praias da Serra da Arrábida, o plástico continua a ser o maior problema.

 

Um grupo de voluntários limpou na manhã deste domingo, dia 5 de Novembro, cerca de 1560 litros de lixo – como garrafas de vidro, plásticos variados, caixas de esferovite, cartões e embalagens – e recolheu vários monos dos areais da Praia da Rainha e da Praia de Albarquel, naquela que foi a segunda ação de limpeza organizada este ano pela Iniciativa Amar Setúbal naquelas praias à saída de Setúbal.

Os voluntários encheram 13 sacos (cada um com 120 litros de capacidade) com garrafas de vidro, papéis, embalagens de cartão, utensílios de pesca, cordas, peças de ferro indiferenciadas e até uma tenda de campismo. Apesar disso, o balanço foi positivo. “Já não apanhámos tanto lixo desta vez. No verão [quando fizemos a primeira limpeza da Praia da Rainha], apanhámos mais lixo. Mas no inverno, quando o tempo está bom, as pessoas vêm à praia e deixam lixo na mesma”, comentou Paula Pereira, mentora da Iniciativa Amar Setúbal, num balanço da actividade.

Entre todo o lixo que continua a encontrar-se nas matas que rodeiam as praias da Serra da Arrábida – equipadas com caixotes do lixo durante a época balnear -, o plástico continua a ser o maior problema. “Do lixo que apanhámos, saltam à vista os plásticos. Fez-me confusão ver centenas e centenas de invólucros de plásticos das palhinhas”, frisou a setubalense, lembrando que o plástico é o principal tipo de lixo que se encontra nos oceanos e nas praias, deixado pelas pessoas ou trazido pelas marés.

Este ano, foi a segunda vez que os voluntários da Iniciativa Amar Setúbal limparam a Praia da Rainha, uma faixa de areal contígua à praia de Albarquel e acessível por um caminho no meio da mata. Desde 2015 que o grupo tem promovido duas limpezas anuais naquelas praias: a primeira deste ano decorreu em maio, com a participação de 40  voluntários, e saldou-se em 41 sacos cheios lixo, 5840 beatas e 45 garrafas de sal recolhidas.

“De ano para ano, [a situação do lixo na Arrábida] tem vindo a melhorar”, considera a responsável. “Já se começa a notar um pouco mais de civismo, mas precisamos de trabalhar ainda mais a parte da sensibilização”. Esse tem sido, de resto, um dos principais objetivos da Iniciativa Amar Setúbal, que tem realizado diversas ações de sensibilização ambiental na cidade, desde 2012, com destaque para o projeto EcoBeatas.

Os sacos de lixo e monos retirados dos areais e matas da Praia da Rainha e da Praia de Albarquel foram posteriormente recolhidos por funcionários da Câmara Municipal de Setúbal e encaminhados para reciclagem, visto tratar-se essencialmente de lixo plástico. A autarquia também apoia logisticamente estas ações com a cedência de sacos de plástico.

 

Percorra a fotogaleria abaixo para ver mais imagens da acção de limpeza:

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Fotografias: Diário da Região

Deixe uma resposta