ALCÁCER DO SAL Vítor Proença compromete-se com arranque de mandato em força [galeria de fotos]

Local C Últimas B

Presidente reeleito assumiu publicamente uma dezena de medidas para os primeiros 100 dias. Abrir concursos públicos para obras de 3 milhões de euros, reparar cinco habitações sociais, instalar wifi em vários pontos do concelho e iniciar a reestruturação interna da Câmara são algumas da tarefas com que o autarca comunista quer mostrar, logo no arranque do mandato, que os eleitores não se enganaram quando lhe renovaram a confiança

Este slideshow necessita de JavaScript.

O presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal assumiu publicamente, na tomada de posse dos órgãos do município, que teve lugar na sexta-feira à noite, uma dezena de compromissos para os primeiros 100 dias de mandato.

Abrir concursos públicos para o novo interface de transportes e arranjo da zona envolvente à Praça de Touros, no valor de um milhão de euros, e para o novo Parque de Feiras, de dois milhões de euros, instalar rede de wifi nos principais locais públicos do concelho, arrancar com a elaboração do projecto de valorização dos espaços envolventes ao castelo, reparar cinco habitações sociais no Bairro de S. João, abrir concurso para atribuição de habitações sociais, construir um novo talude na Rua João Bico, repor em navegação o galeão ‘Pinto Luísa’ após uma reparação de 100 mil euros e iniciar a reestruturação orgânica da Câmara Municipal, são os nove compromissos concretos que Vítor Proença assumiu no final do seu discurso de tomada de posse.

Antes disso, o presidente comunista já tinha prometido uma outra primeira tarefa, que pretende desenvolver já “a partir de segunda-feira”, que é “um conjunto de encontros e reuniões prioritárias” que o autarca vai solicitar a diversas entidades, sobretudo da Administração Central, como a Secretaria de Estado da Administração Interna para pedir mais efectivos da GNR, e os ministérios da educação e Saúde para pedir mais recursos humanos para o concelho e a região, mas também com investidores que apostam em Alcácer do Sal e com as associações locais.

Reeleito com uma maioria absoluta que permitiu à CDU manter quatro eleitos na Câmara contra três do PS, Vítor Proença agradeceu a reeleição, pediu “união e convergência”, e prometeu “contar com todos” e iniciar uma “nova era” que “vai transcender os próximos quatro anos”.

O autarca recordou que o município “continua a apresentar vários défices estruturais”, como baixa natalidade ou falta de emprego, mas que Alcácer do Sal tem hoje “novos instrumentos” para relançar o desenvolvimento. Vítor Proença destacou o novo PDM, a operação de requalificação urbana já aprovada para a cidade e delimitada para o Torrão, e um “projecto de combate ao insucesso escolar”.

“Hoje, o município tem vários projectos em carteira e tem, sobretudo, um menu de investimentos no Portugal 2020, na ordem dos 10 milhões de euros para vários investimentos até 2022 e que exigirá capacidade financeira”, sublinhou o autarca, deixando ainda expresso que neste mandato não aumentará impostos. “Garantiremos os mesmos valores na cobrança de impostos”, afirmou Vítor Proença, acrescentando “não aumentaremos IMI, IUC e IRS.

Recorde-se que Alcácer é o município do distrito com a mais baixa taxa de IMI do distrito de Setúbal.

 

António Balona despede-se ao fim de 27 anos como autarca

O presidente da Assembleia Municipal cessante, António dos Mártires Balona (CDU) despediu-se do cargo que desempenhou no último mandato e de 27 anos como autarca em Alcácer do Sal, agradecendo o “privilégio” com uma “palavra de carinho” dirigida à população do concelho.

António Balona, que pediu um minuto de silêncio pelas tragédias dos incêndios, saudou todos os autarcas pelo trabalho feito desde a criação do Poder Local e encerrou a intervenção com um “abraço de estímulo” a Vítor Proença, o presidente reeleito, pela “dedicação e esforço” e por já “amar” Alcácer.

 

Autarcas empossados

CÂMARA MUNICIPAL

Vítor Proença, Ana Luísa Soares, Manuel Vítor Jesus e Nuno Pestana (CDU), Clarisse Campos, Gabriel Geraldo e Renato Neves (PS)

ASSEMBLEIA MUNICIPAL

Antónia Mendes (presidente), Manuel Rocha, José Balona, Luzia Maurício, Antónia Crespo, João Guerreiro, vítor Rosa, Fátima Leita, Ricardo Campos, Jacinta Vinagre, António Passos, presidente União Freguesias de Alcácer, Deolinda Guerreiro, presidente Freguesia Comporta, e Albino Francisquinho, presidente Freguesia S. Martinho (CDU), Serafim Inocêncio, António Grilo, Mariana Caixeirinho, Gonçalo Nunes, Sara Guerreiro, Ana Guerreiro, José Correia, Mafalda Panóias, Ana Silva e Hélder Moutinho, presidente da Freguesia do Torrão (PS), Nuno Conceição (PSD/CDS-PP) e Filomeno Brás (BE).

Deixe uma resposta