SETÚBAL Dores Meira promete revolução na cidade e redução da dívida municipal

Local C Últimas B Últimas C

Presidente da Câmara quer “enterrar” o comboio na zona da Fontainhas num túnel, fazer um novo jardim à beira-rio na Baixa de Santas, construir a marina e deixar quase acabada a reabilitação do Convento de Jesus. Quanto à dívida,  não promete baixar os 58 milhões a zero, mas garante que é “clarinho como a água” que vai reduzir

A presidente reeleita da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira (CDU), prometeu hoje uma nova revolução na cidade com a requalificação de diversos espaços públicos e uma redução significativa da dívida do município nos próximos quatro anos.

“Queremos dar continuidade ao trabalho de grande proximidade que nós tivemos, das populações, das instituições, de todos, e de grande participação das pessoas na realização dos nossos projetos. É um trabalho intenso, dá mais trabalho, mas os resultados estão à vista [reforço da maioria absoluta da CDU]”, disse à agência Lusa Maria das Dores Meira.

A requalificação da zona das Fontainhas e a construção de bacias de retenção de águas pluviais, integradas no futuro Parque Urbano da Várzea, são duas de muitas obras prometidas para o último mandato de Maria das Dores Meira, que nas eleições autárquicas de 01 de outubro ganhou mais um vereador e reforçou a maioria absoluta que a CDU já tinha na autarquia setubalense, agora com sete dos onze vereadores do executivo camarário.

Obra emblemática poderá ser a requalificação da zona das Fontainhas, que prevê a demolição do viaduto sobre a linha de caminho-de-ferro e a construção de um novo viaduto na zona nascente, no final da avenida D. Manuel I, bem como um novo jardim à beira-rio, que irá beneficiar toda aquela zona.

“Gostaríamos também de retirar dali a linha ferroviária, se a REFER, Rede Ferroviária Nacional, se chegasse à frente para pagar uns milhões de euros e `enterrar´ o comboio [na zona das Fontainhas], isso é que era”, disse Maria das Dores Meira.

Dar continuidade à reabilitação da zona ribeirinha, a construção de uma marina e de um passadiço marítimo, a requalificação da avenida 22 de Dezembro e a reabilitação de mais algumas zonas do Convento de Jesus são outras promessas de Maria das Dores Meira para o seu último mandato.

“Na próxima segunda-feira vamos iniciar as obras de reabilitação da igreja do Convento de Jesus e do que ainda falta recuperar na zona dos claustros. E também já temos garantidos fundos comunitários para o jardim em frente ao Convento de Jesus – toda aquela zona vai ser levantada – e para requalificar a zona envolvente daquele monumento nacional, que incluiu uma zona de estacionamento”, disse Maria das Dores Meira.

“Daqui a quatro anos vamos ter mais de 80% do Convento de Jesus recuperado”, disse Maria das Dores Meira.

A construção de um novo terminal de transportes rodoviários junto à estação dos caminhos-de-ferro, na Praça do Brasil, que irá permitir a desativação da atual estação rodoviária, é outra promessa de Maria das Dores Meira, que também promete prosseguir com a requalificação dos bairros socais.

“Já requalificámos o bairro cor-de-rosa, está em obra o Bairro dos Pescadores, na zona do Viso, vamos também requalificar a Rua de Nossa Senhora do Carmo (rua de acesso ao bairro dos Pescadores) e vamos arrancar com a requalificação do bairro das Manteigadas”, disse.

Embora muitas casas dos bairros sociais já não sejam propriedade do município, Maria das Dores Meira admite que a Câmara Municipal “está a ajudar algumas pessoas que não têm condições para fazer a reabilitação”.

Apesar das muitas obras que se propõe fazer, Maria das Dores Meira garante que vai continuar a reduzir a dívida do município.

“Temos uma dívida de médio/longo de prazo de cerca de 30 milhões de euros e uma dívida de curto prazo de 26/27 milhões de euros, o que significa que, no total, temos uma dívida de 58 milhões de euros. Mas fizemos mais de 200 milhões euros de obras, que estão aí para quem as quiser ver”, disse.

“No final deste mandato espero estar a dever muito pouco. O que eu gostaria era de acabar este mandato com a dívida a zero, mas não posso prometer isso. Mas que a dívida da Câmara de Setúbal vai baixar nos próximos quatro anos é clarinho como a água”, concluiu Maria das Dores Meira.

Lusa

7 comments

  1. A nossa sidade esta muito mais bonita
    Gostava muito que ouvesse mais convivios ao ar livre e policiamento noturno nas ruas

  2. Tomei nota das promessas. E para as não perder de vista, vou junta-las a outras que a Sra. presidente fez no passado e não concretizou…

  3. Volto a insistir para que Vexa não se esqueça do Bairo de Montalvão, que está uma vergonha

  4. Obrigada ao diario da regiao por ter publicado esta noticia pois atravez dela fui fazer uma consulta na net e fiquei a saber o que sao aguas pluvias e aguas fluviais!
    Pensei que o autor desta noticia se tinha enganado afinal quem estava enganada era eu!

  5. Segurança ????? ta quieto! nao se vivalma na cidade depois das 20h, porque sera?? a policia que devia ser Municipal, so serve para multar, e os grafitis ? se houvesse mais policia na rua e guardas noctunos ?

Deixe uma resposta