Soflusa apela a utentes após registo de vários feridos no cais do Barreiro

Local Regional Últimas B

Empresa pede para que evitem carreiras entre as 8 e as 9h00. Hoje, uma mulher desmaiou, outros passageiros ficaram magoados e vários sentiram-se mal, quando muitos forçaram a entrada na zona de embarque

A administração da Soflusa apelou aos passageiros para evitarem as deslocações entre as 8h00 e as 9h00, período durante o qual se verificaram, nesta terça-feira, 10, vários incidentes no cais do Barreiro.

“Fazemos um apelo aos passageiros para tentarem coordenar as deslocações, para não haver um tão grande aglomerado de pessoas àquela hora”, disse a administradora da empresa de transporte fluvial, Marina Ferreira. A empresa fez este apelo, em conferência de Imprensa, em Lisboa, depois de várias pessoas terem tentado forçar a entrada na zona de embarque.

Segundo a responsável, houve várias pessoas que se sentiram mal, uma mulher desmaiou e outros utentes magoaram-se na sequência de tentativas de forçar a entrada de acesso ao barco, tendo mesmo partido uma porta.

“Felizmente, não aconteceu nada de grave, mas é uma preocupação para a empresa porque é uma questão de segurança dos passageiros”, declarou.

O apelo é para que os passageiros tentem fazer as deslocações entre o Barreiro e Lisboa antes das 8h00 e depois das 9h00, para evitar que fiquem aglomeradas 1 500 pessoas numa sala de espera, quando não é possível assegurar todas as ligações previstas. “Basta falhar um barco e nós falhámos dois”, justificou. Cada barco, precisou, tem capacidade para 600 pessoas. Estavam previstas nove carreiras entre as 8h00 e as 9h00 e circularam sete, quando se verificaram os incidentes. Entre as 6h00 e as 09h00 estavam previstas 20 ligações e foram cumpridas 17.

A frota da transportadora é composta por oito navios, mas apenas quatro estão a funcionar, porque os restantes não reúnem as condições necessárias. Marina Ferreira salientou que as restrições orçamentais dos últimos anos impediram a regular manutenção dos barcos, que está agora a ser feita. Na segunda-feira, a Soflusa suprimiu oito carreiras durante a hora de ponta da manhã.

A empresa é responsável pelas ligações entre o Barreiro e Lisboa, enquanto a Transtejo faz as ligações do Seixal, Montijo, Cacilhas e Trafaria/Porto Brandão com a capital.

8 comments

  1. Depois de receberem o dinheiro dos passes, serem responsáveis por esta confusão toda, ainda por cima vêm fazer pedidos? Vão sozinhos ou é preciso que os mande?

  2. a administração da soflusa se vivesse-mos num pais de gente seria estavam… a viverem do dinheiro dos utentes e incompetente so isso mais nada se as pessoas tivessem carros pagos pelos impostos como eles tem nao vinham de barco .

  3. Conversa da treta.
    Preocupaçao xom os passageiros era nao deuzar chegar a situaçao aoque chegou.
    Porque venderam barcos da frota?
    Ha anos que existe esta degradaçao que se veio a ageavar.
    Ha portas da sala de embarque no Barreiro ha anos fechadas porque avaruadas. Ha anos!!!
    O mesmo acontece com os portoes de saida do cais de embarque.
    NUNCA a administraçao se preocupou com os passageiros.
    Sechouvesse concorrentes ha anos que a soflusa ja teria fechado e abeeto falencia.

  4. A População do Barreiro se quer deixar de sofrer deve clamar por transportes privados com concorrência. Neste momento sustentam e estão nas mãos de um monopólio de parasitas a que devem por fim!!!

  5. Evitar as carreiras entre as 8h e as 9h? É como ir trabalhar para Lisboa? De helicóptero? Acham que existem alternativas? Que alternativas nos dão para evitar as carreiras entre as 8h e as 9h? Ir a nado? O passe está pago e o serviço não é prestado em condições! O que fazer? Se calhar o melhor é mesmo deixarmos de ser passivos e começar a realizar motins. Talvez nos dêem alguma atenção depois…

  6. É a maior estupidez alguma vez dita! Como chegamos ao trabalho as 9h00??? Será que a Soflusa paga as horas de falta ao trabalho! Cortem nos custos da administração, vejam se tem pessoas a fazer nada, cortem custos. É assim que as empresas resolvem os problemas financeiros… ou entao sugiram parcerias com outros meios de transporte. O que é certo é que se não tivermos o passe pago não passamos para o lado de la! O que os safa é que não têm concorrencia.

  7. A soflusa ganha milhões com os passes mensais de todos os passageiros que trabalham e estudam em lisboa façam as contas por baixo só um exemplo 1500 pessoas a comprar os passes de 58 euros mensais a quanto fica dou 87.000 mil euros ,como não há dinheiro para fazer manutençao? eles não sabem que estão a prejudicar milhares de postos de trabalhos com estas atitudes?. eles não sabem que cada vez trabalha mais gente em lisboa devido ao fim de muitas industrias pequenas e grandes empresas durante a crise que se instalou de 2008 a 2015 no barreiro e arredores? mas estão a brincar com esta…

Deixe uma resposta