ALCOCHETE | Fernando Pinto (PS) afunda CDU e CDS/PSD cresce (corrigida)

Fernando Pinto e o grito da vitória
Local Últimas B Últimas C

Fernando Pinto foi um dos principais rostos nestas autárquicas, conquistando para o PS a Câmara Municipal de Alcochete, concelho que era gerido há três mandatos consecutivos pela CDU.

Embora não tenha conseguido vencer com o respaldo de uma maioria absoluta, certo é que, num concelho em que os dedos de uma mão chegam e sobram para contar os triunfos do PS, a conquista não deixou de encerrar alguma surpresa e, ao mesmo tempo, um sabor acrescido para um partido que nas últimas autárquicas havia ficado reduzido a apenas um lugar na vereação. O PS venceu ainda a Assembleia Municipal e a Junta de Freguesia de São Francisco (reconquistada). Ficou a cerca de 20 votos de ganhar a Junta de Alcochete, deixando escapar também a de Samouco, autarquias que se mantiveram na posse da CDU.

Para a Câmara, os socialistas conseguiram três mandatos, sendo seguidos por CDU e pela coligação CDS/PSD, ambos com dois mandatos na vereação, o que implicará um entendimento da maioria com pelo menos uma das bancadas da oposição. Cenário que Fernando Pinto não descarta. “Faremos tudo o que seja melhor para Alcochete”, disse o novo presidente da autarquia ao DIÁRIO DA REGIÃO, depois de considerar o resultado de ontem como “uma vitória de e para todos de Alcochete”.

O socialista não conteve as lágrimas no momento em que foi confirmado o triunfo

“Foi uma vitória sofrida, na sequência de um percurso repleto de dificuldades. Fizemos uma campanha pela positiva, falando e sentindo as preocupações das pessoas para apresentarmos propostas que possam resolver os problemas sentidos”, comentou o socialista, que recebeu felicitações do secretário-geral do partido, António Costa. “Telefonou-me para manifestar felicidade e disponibilidade”, confidenciou Fernando Pinto.

Nota de destaque também para a coligação CDS/PSD que reforçou a sua posição na Câmara: aumentou de um (Vasco Pinto) para dois vereadores a representação na autarquia.

A CDU foi a grande derrotada: perdeu três dos cinco vereadores que havia elegido em 2013.

Deixe uma resposta