Jovem setubalense eleita Miss Planet 2017 na Geórgia

Local B Sociedade Sociedade B

CAMILA VITORINO foi coroada em gala realizada na cidade de Batumi. Primeiro conquistou o título nacional, no Porto. Seguiram-se dois meses de intensa preparação e depois… fez a festa na cidade situada na zona costeira do Mar Negro, dignificando Setúbal e Portugal

MÁRIO RUI SOBRAL

Tem apenas 18 anos, é de Setúbal e elevou ao mais alto nível o nome da região bem como o da pátria de Camões. A beleza que Camila Vitorino apresenta foi mais do que suficiente para convencer público e júri. Resultado: a jovem trouxe na bagagem a coroa de Miss Planet 2017, conquistada no passado dia 16, em Batumi, cidade localizada na costa do Mar Negro, na Geórgia.

O triunfo da jovem beldade setubalense no concurso internacional – que visa promover o turismo e a intercomunicação entre diferentes culturas – começou, porém, a ser desenhado muito antes. Em solo luso, teve de mostrar predicados para ganhar o direito a representar Portugal na final internacional realizada naquele país da Europa Oriental, que confina com Rússia, Arménia, Turquia e Azerbaijão.

Este slideshow necessita de JavaScript.

“Primeiro tive de participar na fase nacional, que se realizou no Porto, em Junho, e na qual fui coroada Miss Planet Portugal 2017”, começou por explicar Camila Vitorino ao DIÁRIO DA REGIÃO, lembrando que a partir desse momento percorreu “um longo caminho de preparação”.

“Trabalhei durante o Verão para poder juntar dinheiro para as minhas necessidades, fiz tratamentos ao corpo numa clínica em Lisboa, fiz dieta, treinei o meu discurso na língua inglesa, criei uma coreografia em duas noites…”, revelou, numa retropectiva sentida. “Foi muito trabalho para apenas um Verão, mas sem dúvida alguma que valeu a pena. Representar não só o meu País como a minha linda cidade de Setúbal é algo que me enche de orgulho, pois consegui partilhar com outros o seu encanto”, justificou, antes de se debruçar sobre a participação no certame em Batumi.

“Na entrevista com o júri , ofereci como presentes o brasão e o moscatel de Setúbal e a pergunta imediata deles foi: ‘Como é que é a tua cidade? Podes descrevê-la?” Com todo o prazer, elogiei-a deixando-os extremamente ansiosos por conhecê-la”, recordou, salientando que, durante toda a semana de preparação na Geórgia, conseguiu conquistar não só o publico que a “aplaudia incansavelmente sempre que subia ao palco” mas também “as crianças, filhos dos júri”, que lhe atribuíram “prémios especiais”.

A finalizar, Camila Vitorino resumiu com emoção o significado da jornada triunfante vivida na Geórgia. “Toda esta experiência é algo que trarei na memória para sempre e sempre será o meu maior feito”, concluiu.

Deixe uma resposta