MONTIJO | Jerónimo de Sousa confia que a CDU pode reconquistar município que lhe foge há quase 20 anos

Carlos Jorge de Almeida e Ana Baliza tiveram Jerónimo de Sousa a seu lado
Local Op Autárquicas 2017 Últimas B

“Sim, estamos aqui para mudar o rumo deste concelho do Montijo. Os anos de governação PS no Montijo são a prova, tal como na história do nosso processo democrático, de que não basta uma maioria PS para se realizar uma política a favor dos trabalhadores e do povo, para valorizar o tecido económico” – a frase de Jerónimo de Sousa, secretário geral do PCP, ilustra bem o sentimento de confiança que reina na CDU, apostada em reconquistar um município que lhe foge há quase duas décadas.

“Maiorias do PS já houve muitas e até maiorias absolutas”, desvalorizou Jerónimo de Sousa, que, ontem à noite, veio ao pavilhão dos Bombeiros Voluntários do Montijo apoiar a candidatura encabeçada por Carlos Jorge de Almeida, num jantar-comício autárquico.

O líder do PCP considerou a CDU como “real alternativa à gestão desastrosa do PS” no Montijo. “Aqui, no Montijo, seria necessário a CDU ganhar a Câmara para se abrir um tempo novo a favor das populações do concelho. Tal como a CDU garantiu, pela sua persistência, alterações legislativas e orçamentais que, apesar ainda de insuficientes, permitiram aliviar os pequenos e médios empresários, seja por via da redução no Pagamento Especial por Conta ou do IVA da restauração”, exemplificou.

Para Jerónimo de Sousa é necessária “uma outra política que defenda o pequeno comércio do garrote das grandes superfícies comerciais, contrariando o rasto de definhamento que anos de gestão PS induziram” no Montijo. “É esta concepção de participação que privilegiamos e não a de simulacros participativos dirigidas a parcelas residuais dos orçamentos”, declarou, destacando ser a “proximidade e a relação directa com os problemas e as populações” que dão à CDU “uma acção distintiva pelo exercício de cargos públicos, norteada pela recusa de benefícios pessoais”.

São candidatos à Câmara do Montijo Nuno Canta (PS), Carlos Jorge de Almeida (CDU), João Afonso (PSD/CDS-PP), Cipriano Pisco (BE), Filipe Rodrigues (PAN), Luís Ponte (PTP) e Rogério (PCTP/MRPP) .

DIÁRIO DA REGIÃO com Lusa

One comment

  1. ti jeronimo nuno canta esta preocupado com a calçada de canha as pessoas mais velhas andam sempre a malhar no chao!
    Enquanto o seu camarada alvaro amaro tranca as velhas em casa durante a feira mediaval de palmela!
    o partido comunista esta ao serviço da burguesia em vez de estar ao serviço dos pobres!

Deixe uma resposta